Farfetch abre candidaturas para nova edição de programa de estágios

A plataforma tecnológica fundada por José Neves acaba de abrir candidaturas para a 4.ª edição do programa de estágios remunerados Plug-In. Os candidatos poderão concorrer até 30 de junho e os selecionados terão oportunidade de trabalhar com mentores da Farfetch nos escritórios da empresa no Porto, em Lisboa e em Braga. 95% dos participantes das edições anteriores passaram a integrar a força de trabalho da empresa.
 
Na sua 4ª edição, o programa Plug-In vai acolher 36 estagiários das áreas de Tecnologia e Produto - Fotografia: Divulgação

Nesta 4.ª edição do programa, a Farfetch abre 36 vagas de estágios para recém-formados nas áreas de Tecnologia (Information Systems, Security, Architecture, Infrastructure, Engineering) e Produto (Product Design, Back Office Products, Product General, Product Analytics, Product Data Science).
 
Este ano, o processo de seleção traz consigo uma novidade: após a fase de avaliação inicial, composta por uma análise de perfil e uma primeira entrevista, segue-se um hackathon, um evento de um dia em formato de design thinking sprint durante o qual “os candidatos terão de dar resposta a desafios técnicos”. Os futuros mentores do projeto farão parte do júri do hackathon, que irá decorrer nos escritórios da empresa em Lisboa e no Porto.

Após a seleção dos estagiários, o programa arranca em setembro e terá a duração de seis meses, período durante o qual os participantes terão oportunidade de trabalhar “em contexto real de desenvolvimento de projetos, com um acompanhamento muito próximo de especialistas de diversas áreas da Farfetch”, explica a empresa.
 
Sublinhando que, na Farfetch, “todos os dias as equipas contribuem para o desenvolvimento de soluções que estão a revolucionar a indústria da moda e o futuro do comércio online”, Cipriano Sousa, CTO da Farfetch, explicando que o programa dá aos participantes “a oportunidade de serem desafiados, aprenderem e participarem no desenvolvimento de uma plataforma tecnológica verdadeiramente global”.
 
Já Ana Sousa, VP People da Farfetch, realça que dos 104 participantes das três edições anteriores, 99 ficaram a trabalhar na empresa: “É uma taxa de sucesso de 95%, e estamos a falar de um programa intensivo, exigente e tecnicamente muito desafiante. Estes números comprovam a robustez do Plug-In, que procura as melhores competências técnicas, mas também o fit com a nossa cultura e forma de trabalhar.”

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - Pronto-a-vestirIndústria
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER