×
305
Fashion Jobs
GIANNI KAVANAGH
PR / Influencers Management
Efetivo · BRAGA
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services Bik - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Comprador de Vestuário (m/f)
Efetivo · Porto
CONFIDENCIAL
Country Manager Iberica Textile
Efetivo · PORTO
SALSA
Ecommerce Product Manager – Desenvolvimento do Negócio Digital da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
SPORT ZONE
Marketplace Business Developer (m/f)
Efetivo · Maia
FOREO
Business Development Specialist
Efetivo · Lisbon
SALSA
Ecommerce Product Specialist – Oportunidade de Especialização em Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Gestor de Produto (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - General Admin - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Director Gbs Accounting & Tax Europe (m/f)
Efetivo · Porto
COURIR PORTUGAL
Sales Assistant - Lisboa - CDI - Part-Time - 30h - m/h
Efetivo · LISBOA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja (Part-Time) - Madeira Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Funchal
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja (Part-Time) - Funchal Rua - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Funchal
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja (Part-Time) - Alma Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Coimbra
CLAUDIE PIERLOT PORTUGAL
Vendedor(a) - CDD 15h - 6 Meces - Porto Norte H/F
Temporario · SENHORA DA HORA
TOMMY HILFIGER (RETAIL)
Vendedor/a - 30h - Chiado
Temporario · LISBOA
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
23 de jun. de 2022
Tempo de leitura
4 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Farfetch: relatório diz que marcas respondem a compradores de luxo agora mais 'conscientes'

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
23 de jun. de 2022

A segunda edição do Conscious Luxury Trends Report, um relatório anual da Farfetch, mostrou que os consumidores estão mais concentrados em produtos sustentáveis e éticos.


Tanto os consumidores como as marcas parecem pensar que é tempo de mudar o seu comportamento - Photo: Pixabay/public domain


O retalhista eletrónico disse que as pesquisas em termos de produtos "conscientes" na loja eletrónica aumentaram 93% de ano para ano (YoY) e "as iniciativas circulares que prolongam a vida útil dos artigos e promovem a reparação ou revenda de moda estão a crescer em popularidade".
 
E está a tornar-se num "círculo virtuoso" com boutiques e marcas "a tomarem medidas para satisfazer a procura dos consumidores, avançando com critérios para melhorar o seu desempenho em termos de sustentabilidade".

Embora continue a existir um certo ceticismo em alguns círculos sobre o quanto os consumidores estão empenhados em fazer compras conscientes, o relatório sugere que as empresas precisam de agir o mais rapidamente possível para satisfazer a crescente procura de produtos sustentáveis e que os consumidores de luxo estão muito focados no ambiente.
 
A Farfetch analisou os dados das interações dos clientes de luxo com esses produtos, incluindo os pré-adquiridos, bem como os serviços que promovem a circularidade. Isto deu-lhe uma visão de um ano das atitudes dos consumidores e também dos seus comportamentos.
 
A empresa classifica produtos conscientes como aqueles feitos de materiais reconhecidos / certificados independentemente, ou que foram criados através de um processo de produção certificado, que são pré-titulados ou pertencem a uma marca que pontua bem com a agência de classificação ética Good on You.
 
Então, o que descobriu? O número dos seus clientes que adquiriram um produto da sua coleção consciente no ano passado aumentou 60%. Até 29% dos clientes na China fizeram uma compra consciente em 2021 e a idade média dos clientes conscientes é de 32 anos (em comparação com 34 anos para os seus clientes em geral).
 
França registou o crescimento mais forte a nível mundial em compras conscientes (+149%) em termos de valor geral da mercadoria. Entretanto, a Coreia do Sul registou o maior aumento de despesas de pré-propriedade por item (+116%).
 
Os clientes da retalhista luso-britânica procuram qualidade e longevidade nas suas compras e a pandemia parece ter tido um efeito na forma como encaram as compras de moda. Cerca de 79% disseram ter-se tornado mais sustentáveis de alguma forma no último ano. O mesmo número disse que agora estão a comprar uma maior proporção de artigos de luxo porque o veem como uma abordagem mais sustentável do que a compra de moda rápida de menor qualidade.


Look da coleção da Stella McCartney, para o outono-inverno 2022, uma marca reconhecida pela sua postura consciente - © PixelFormula


Estão particularmente concentrados em produtos que causam menos danos ao planeta e que respeitam o bem-estar animal e a empresa disse que a venda de produtos conscientes aumentou quase duas vezes mais rapidamente do que a média do mercado no ano passado.
 
Este crescimento foi impulsionado tanto pelo aumento do interesse dos consumidores como das empresas – não apenas aquelas conhecidas pela sua postura consciente, como a Stella McCartney – respondendo a isso com uma oferta mais ampla.
 
Mais acrescentou que as marcas que pontuam altamente via Good On You e são classificadas pela Farfetch como "plenamente conscientes" representavam 49% do total do GMV (Gross Merchandise Value, ou Valor Bruto de Mercadoria), a partir de produtos conscientes. Isto aumentou 52% em comparação com o ano anterior.
 
E como mencionámos no início, a procura de termos conscientes na Farfetch saltou 93% no ano passado. Entretanto, a utilização do filtro de países no site e a aplicação aumentou 29%.
 
Cerca de 29% dos clientes que foram inquiridos disseram também ter comprado um artigo de moda de pré-propriedade no ano passado. E é interessante que 65% dos seus clientes privados e clientes Platinum, os quais são os que mais gastam com o GMV. Esta é uma tendência que não se observava há muitos anos, quando a sua propriedade era menos apelativa para os compradores mais abastados.
 
Ao mesmo tempo, 22% disseram que nos últimos 12 meses começaram a vender artigos de moda que já não utilizam e 20% doaram um artigo de moda usado no último ano, enquanto 13% transformaram um.
 
E na frente da transformação, a Farfetch Second Life viu o seu número de clientes aumentar em 195% nos últimos 12 meses. Particularmente significativo é o facto de mais de 70% dos clientes que utilizam o serviço Farfetch Donate serem novos no mercado. Esses clientes também gastam quase o dobro anualmente em comparação com o cliente médio da Farfetch.
 
Como também mencionámos, as boutiques e marcas estão a responder a tudo isto e a empresa vende 220 marcas com a classificação mais alta da Good On You, o que representa um aumento de 13% em relação ao ano. A quantidade de produtos conscientes fornecidos pelas boutiques no mercado também aumentou 40% e o GMV em relação a estes produtos subiu ainda mais rapidamente 46%.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.