×
376
Fashion Jobs
JD SPORT
Marketplace Business Developer (m/f)
Efetivo · Maia
FOREO
Business Development Specialist
Efetivo · Lisbon
SALSA
Ecommerce Product Specialist – Oportunidade de Especialização em Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services - Compensation (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Gestor de Produto (m/f)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Demand Planner (m/f)
Efetivo · Maia
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - General Admin - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs HR Services Bik - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Director Gbs Accounting & Tax Europe (m/f)
Efetivo · Porto
SANDRO PORTUGAL
20hr Sales Assistant Eci Porto Summer h/m
Temporario · VILA NOVA DE GAIA
JD SPORT
Vendedor (m/f) Sport Zone Guimarães Espaço
Temporario · Guimarães
JD SPORT
Vendedor (m/f) Sport Zone Antas
Temporario · Porto
SWAROVSKI
Vendedor(a) - Almada Forum 20 h (Temporal)
Temporario · ALMADA
JD SPORT
Vendedor (m/f) Sport Zone Norteshopping
Temporario · Matosinhos
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Foz Plaza - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Figueira da Foz
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja (Part-Time) - Amoreiras - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Lisboa
AMERICAN VINTAGE
Sales Assistant Part Time 10h (M/W)
Efetivo · LISBOA
Por
AFP
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
11 de abr. de 2019
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Fast Retailing: lucro líquido sobe 9,5% no primeiro semestre

Por
AFP
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
11 de abr. de 2019

O grupo japonês de vestuário Fast Retailing, proprietário da popular marca Uniqlo, anunciou na quinta-feira um aumento de 9,5% no seu lucro líquido no primeiro semestre, com as vendas das coleções de inverno a serem impulsionadas pela chegada do frio.


Uniqlo


A concorrente da Zara e da H&M registou um ganho líquido de 114,03 mil milhões de ienes (915 milhões de euros) no final do período entre setembro e fevereiro, num volume de negócios que valorizou 6,8% para 1.267,7 mil milhões.
 
O resultado operacional também melhorou positivamente (+1,4%), recuperando em comparação com os primeiros três meses, com o segundo trimestre a beneficiar da venda de peças em tecidos especiais eficazes contra o frio.

A Uniqlo, a marca estrela do grupo do multimilionário Tadashi Yanai, voltou a apresentar resultados sólidos no estrangeiro (aumento de 14% nas vendas), mas no Japão, onde as temperaturas permaneceram muito amenas até novembro, as roupas de inverno não se venderam tão rápido quanto o esperado.

Algo que foi parcialmente superado em dezembro e janeiro, antes que as roupas de primavera começassem a atrair os compradores.

No estrangeiro, os lucros da Uniqlo, que patrocina as estrelas do ténis Roger Federer e Kei Nishikori, aumentaram 9,6% ano a ano, enquanto no arquipélago desceram 23,7%.
 
No Japão, as vendas pela internet aumentaram 30%, para representarem 10% do volume de negócios da Uniqlo no arquipélago. O grupo congratula-se com a entrada em serviço de um centro de logística automatizado em Tóquio, que permite acelerar o processamento das encomendas.

A outra marca de "roupas básicas" da Fast Retailing, g.u., viu as suas vendas subirem 11% e o lucro operacional saltar 54%, ajudado por uma campanha publicitária na televisão.
 
As outras marcas (incluindo Theory e Princess Tam Tam) produziram no global resultados mistos, devido, entre outras coisas, à má fase que a Comptoir des Cotonniers atravessa.

A rede mundial da Fast Retailing, incluindo todas as marcas, está próxima dos 3.500 pontos de venda, incluindo a lojas em regime de franchise.

Para o exercício iniciado a 1 de setembro, o grupo ainda aponta para um lucro líquido de 165 mil milhões de ienes (que, a ser alcançado, será um novo recorde anual) e um volume de negócios de 2.300 mil milhões de ienes (+8%). No entanto, espera-se que o seu lucro operacional seja de 260 mil milhões (+10% num ano), ou menos 10 mil milhões do que o esperado anteriormente.

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.