×
370
Fashion Jobs
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
18 de mar. de 2020
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Festival d'Hyères adiado para a segunda quinzena de outubro

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
18 de mar. de 2020

O Festival d'Hyères foi adiado para a segunda quinzena de outubro, o último grande evento de moda a ser cancelado devido ao surto de COVID-19. 

"Não tivemos outra escolha, porque ninguém tinha a certeza de que poderíamos viajar para qualquer lugar em abril", explicou Jean-Pierre Blanc, o diretor geral do Festival d'Hyères.


Festival d'Hyères adiado para outubro


O festival é considerado pela maioria, como líder no cenário internacional da moda, pela descoberta de jovens talentos recém-saídos da faculdade. Frente a 300 criadores em competição, 10 são selecionados por um júri e convidados a apresentarem as suas coleções numa série de desfiles. 
 
O estilista irlandês Jonathan Anderson, fundador da marca JW Anderson e diretor criativo da Loewe, foi escolhido para presidir o júri da competição de moda, na 35ª edição do Festival Internacional de Moda e Fotografia de Hyères. O evento estava inicialmente marcado para 23-27 de abril de 2020.

A top model Kaia Gerber foi também nomeada membro do júri, juntamente com Olivier Lalanne, editor-chefe da Vogue Hommes International e Olivier Gabet, diretor do Museu de Artes Decorativas de Paris.
 
"Com certeza, o Festival ainda acontecerá na segunda quinzena de outubro, e planeamos ter um super evento quando acontecer", insistiu Blanc, que fundou o festival em 1985.
 
O adiamento deu-se na sequência de outros adiamentos ou cancelamentos de grandes desfiles como o Cruise, nesta primavera, por parte das marcas globais de moda - Dior, Chanel, Max Mara, Prada, Gucci e Versace - e a suspensão das semanas de moda em Sydney, Pequim, Xangai e São Paulo, devido aos receios da propagação do novo coronavírus que parou o mundo.
 
O festival é realizado na Villa Noailles, famosa casa modernista, construída pelo arquitecto Robert Mallet-Stevens para os clientes de arte, Charles e Marie-Laure de Noailles, entre 1923 e 1927. Está localizada nas colinas acima de Hyères, em Var, no sudeste de França. De olhos postos na cidade medieval de Hyères que se tornou chique no final do século XIX, a casa abriga, frequentemente, exposições, oficinas, reuniões e showrooms abertos ao público em geral.


Villa Noailles modernista onde se realiza o festival que vê Hyères do alto - PixelFormula


Quanto ao festival, também atribui prémios de fotografia, bem como a acessórios de moda.
 
Os vencedores anteriores, na categoria de moda, foram o designer belga Anthony Vaccarello, diretor de criação de Saint Laurent; Rushemy Botter e Lisi Herrebrugh, a dupla holandesa, por detrás da casa de moda Viktor & Rolf. A dupla de design foi posteriormente nomeada como diretora de criação da marca francesa Nina Ricci.
 
Ao longo dos anos, os presidentes do júri de moda foram John Galliano, Dries Van Noten, Azzedine Alaia, Christian Lacroix, Riccardo Tisci, Dries van Noten e Yohji Yamamoto.

Blanc acrescentou que os organizadores ainda estão a planear avançar com o "Design Parade Hyères", que decorrerá de 25 a 28 de junho, exclusivamente para profissionais, antes da abertura ao público até ao final de agosto.
 
"Neste momento, pretendemos manter as datas do festival Design", sublinhou Blanc. 
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.