×
362
Fashion Jobs
LION OF PORCHES
Diretor(a) de Marketing / Marketing Director
Efetivo - CLT · PORTO
TIFFOSI
Comprador de Moda (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
SALSA
IT Retail Systems Specialist – Oportunidade de Suporte e Participação em Projetos de IT
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
SALSA
IT Development Specialist – Oportunidade de Fazer a Diferença no Dia a Dia do Utilizador Final
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Faro
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo - CLT · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo - CLT · Alicante
EL CORTE INGLÉS, GRANDES ARMAZÉNS SA
Vendedores Segmento de Luxo
Efetivo - CLT · LISBOA
SCALPERS
Sales Assistant -Coimbra -Part Time
Trainee · COÍMBRA
SCALPERS
Sales Assistant -Oeiras Park -Part Time
Trainee · OEIRAS
SCALPERS
Sales Assistant -Eci Lisboa -Part Time
Trainee · LISBOA
MINGA LONDON
Criador de Conteúdos Digitais/ Fotógrafo
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
CLAUDIE PIERLOT PORTUGAL
Vendedor(a) - 20h - CDI - Lisboa Colombo - H/F
Efetivo - CLT · LISBOA
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- c. c. Colombo (m, f)
Efetivo - CLT · Lisboa
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- c. c. Alegro Alfragide (m, f)
Efetivo - CLT · Lisboa
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- Strada Outlet Odivelas (m, f)
Efetivo - CLT · Lisboa
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- Arrábida Shopping - Vila Nova de Gaia (m, f)
Efetivo - CLT · Porto
CLAUDIE PIERLOT PORTUGAL
Vendedor(a) - 10h - CDI - Porto Norte - H/F
Efetivo - CLT · VILA NOVA DE GAIA
BOUTIQUE DOS RELÓGIOS
Assistente de Vendas - Cascais
Efetivo - CLT · CASCAIS
BOUTIQUE DOS RELÓGIOS
Sales Assistant
Efetivo - CLT · LISBOA
LOJA DAS MEIAS
Sales Assistant Loja Das Meias - av. da Liberdade
Efetivo - CLT · LISBOA
Por
Portugal Textil
Publicado em
7 de nov de 2019
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Flor da Moda aponta às millennials

Por
Portugal Textil
Publicado em
7 de nov de 2019

A nova marca da Flor da Moda quer chegar a um público mais jovem do que a irmã mais velha Ana Sousa. Com preços mais acessíveis e um look mais streetwear, a Temperatura chegou às lojas não só em Portugal mas também em diferentes mercados internacionais.


José Sousa


Inovadora, mais jovem e mais ousada são alguns dos predicados da nova insígnia que a Flor da Moda está a colocar no mercado. Direcionada para mulheres entre os 20 e os 35 anos, a Temperatura assume a mesma qualidade de confeção e dos materiais da Ana Sousa mas com «um estilo completamente diferente», sublinha José Sousa, administrador da Flor da Moda. «A Ana Sousa é uma marca bem conhecida por toda a gente, mas às vezes há clientes que dizem que a Ana Sousa é muito clássica», explica ao Portugal Têxtil. «O nosso objetivo é captar gente nova para a Temperatura e, à medida que forem crescendo, podem passar da Temperatura para a Ana Sousa. Agora temos uma oferta a englobar clientes numa faixa etária maior», acrescenta.

A Ana Sousa tinha já, através das etiquetas Ana Sousa Be Young e Ana Sousa Be Woman, tentado fazer essa diferenciação, «mas simplesmente a cliente não distinguia». Com as duas marcas «há uma distinção clara, que queremos que a cliente entenda», indica o administrador.

As duas marcas vão andar lado a lado nas lojas próprias, que estão a ser remodeladas. «Há um corner, dentro das lojas, com a Temperatura. Logo à partida há uma imagem de cabide diferente e terá painéis para que o cliente entenda o que está a ver», revela. Nas lojas maiores, com duas montras, cada uma será dedicada a diferente insígnia.

Além de Portugal, a Temperatura está também a ser lançada internacionalmente, «no mercado francês, no espanhol e em todos os mercados», aponta.

Objetivo é crescer

Apesar do design ser liderado por pessoas diferentes, a produção obedece aos mesmos padrões, garante José Sousa. «A produção é feita dentro da Flor da Moda e nas empresas que trabalham connosco, algumas há 25 ou 30 anos», afirma. «Uma das partes mais importantes para a Flor da Moda com estas duas marcas é que a qualidade é igual. Tecnicamente, em termos dos tecidos, da confeção, do controlo de qualidade, é tudo feito dentro das mesmas normas», assegura.

As marcas próprias representam, atualmente, cerca de 60% da produção da Flor da Moda, que no private label trabalha essencialmente para clientes de gama média-alta, em mercados como França, Inglaterra, Espanha, Dinamarca e, cada vez mais, Itália, onde tem clientes como a Just Cavalli. «O mercado italiano está a crescer», reconhece.

Um desenvolvimento que José Sousa espera que se generalize a todas as áreas, até porque «o objetivo é sempre o crescimento». Em 2019, a Flor da Moda está a registar «pouco crescimento, mas está dentro das expectativas», adianta o administrador da empresa, que acredita que a Temperatura pode trazer boas notícias. «Com a afirmação desta marca nova penso que podemos ganhar muito. Vamos à procura de uma clientela que não temos, uma clientela mais nova. A Temperatura é a pensar no futuro», conclui.

Copyright © 2021 Portugal Têxtil. Todos os direitos reservados.