Fundador da Uniqlo, Tadashi Yanai, quer que uma mulher seja a sua sucessora

O CEO fundador do grupo japonês Fast Retailing, Tadashi Yanai, acredita que uma mulher teria mais sucesso no papel de liderança da sua empresa. Numa entrevista à Bloomberg, o multimilionário de 70 anos disse que "o cargo é mais apropriado para uma mulher”, argumentando que são "perseverantes, atentas aos detalhes e têm sentido de estética".


Tadashi Yanai criou a Uniqlo em 1984 - Fast Retailing

O dono da marcas Uniqlo, J Brand, Theory, Tam Tam Princess e Comptoir des Cotonniers é frequentemente questionado sobre a sua sucessão à frente da empresa. Uma possível candidata, segundo a Bloomberg, seria Maki Alaida, nomeada este ano para a direção das operações japonesas da Uniqlo. Tadashi Yanai, que vê esta sugestão como "uma possibilidade", também disse querer que a proporção de mulheres em cargos de gestão ultrapassasse os 50% na sua empresa. No ano passado, essa taxa ficou perto de 30%.

Nos primeiros nove meses do ano fiscal de 2018/19, o grupo japonês, que opera um total de 3.614 lojas no total, registou um aumento de 7% nas vendas para 1,822 mil milhões de ienes (13,7 mil milhões de euros), com um aumento de 7% no lucro líquido.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirModa - DiversosDistribuiçãoNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER