×
341
Fashion Jobs
SACOOR BROTHERS
Brand Manager (m/f)
Efetivo · Lisboa
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- c. Comercial Ubbo Alfragide
Efetivo · Lisboa
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo · Porto
SALSA
Conversion Rate Optimization Specialist – Otimizar a Experiência de Compra no Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
HR Specialist - Gbs Operations - General Admin (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Project Manager - Fulfilment Programs (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Scm Products - Product Supply / Fulfillment (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - Mobility (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Gbs HR Services (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Procurement Manager (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Consultant - Sap sd (Afs & s4/Hana) (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Scm Products - Product Supply Primary Data (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Supply Chain Management Products - Tms Integration (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Project Manager Supply Chain (M/F/D)
Efetivo · Porto
SALSA
Marketplaces Account Manager - Oportunidade de Contrubuir Para a Internacionalização da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Senior Sap Consultant - Sac/bw-ip/Fico (M/F/D)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Comprador de Vestuário (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior HR Specialist - HR Systems Support (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist - Systems Support (M/F/D)
Efetivo · Porto
FOREO
Marketing Manager - Portugal
Efetivo · Lisbon
Publicado em
11 de nov. de 2015
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Furtos nas lojas: Europa escapa da alta mundial

Publicado em
11 de nov. de 2015

A perda desconhecida em 2014 aumentou em todas as regiões do mundo, exceto no Velho Continente. Os acessórios de moda, joias, perfumes e cosméticos seguem sendo os produtos mais atingidos pelos furtos.

Checkpoint System "Evolve"


Reunindo furto ao mostruário, furto interno, às fraudes dos fornecedores e às perdas administrativas, a perda desconhecida estaria entre suas primeiras vítimas no México (1,68% dos produtos estão ligados), na Holanda (1,38%), na Finlândia (1,38%), no Japão e na China (1,35%).
 
Na Europa, o fenómeno desacelerou globalmente, quer seja no Reino Unido (0,89%), em Polónia (0,88%), França (0,81%), Suíça (0,76%) e em Noruega (0,75%). No entanto, Alemanha foi vítima de um reforço de 9% do número dos produtos atingidos no ano passado, exibindo agora 5 mil milhões de euros de perda. O montante mais elevado do continente.

Segundo a enquete conduzida pela especialista na segurança em lojas Checkpoint System, os produtos mais atingidos em 2014 foram, assim como no ano anterior, os produtos mais escamoteáveis e que podem ser facilmente revendidos. São assim privilegiados os acessórios de moda, os espirituosos, as lâminas de barbear, os perfumes e cremes de beleza, mas também os tabletes, GPS e jogos de vídeo game.
 
Na categoria de moda, os calçados, roupas interiores, os óculos de sol e bolsas são amplamente atingidas, a exemplo dos protetores solares, produtos de cuidados para os dentes e produtos de maquilhagem do lado da cosmética.
 
A enquete destaca uma parcela importante dos produtos roubados pelos empregados, que geralmente acompanha de perto a proporção de furtos ao mostruário. E em especial no setor cosmética, onde a perda desconhecida se deve em 39% aos clientes e em 34% aos empregados.
 
Nas lojas de produtos têxteis, os furtos representam 51% das perdas, com 24% de furtos internos. Em grandes lojas, furtos representam até mesmo 59% do total, contra 34% dos furtos internos. Por fim, nas lojas de artigos desportivos, os furtos representam 36% da perda desconhecida, com furtos que representam 27%.
 
Em França, onde o furto ao mostruário regrediu 25% para representar agora 1,500 milhões de euros de perdas, isso representava no ano passado 44% da perda desconhecida, contra 58,5% um ano antes.
 
Os profissionais destacam assim uma forte recrudescência dos furtos internos, que representam agora 35% do total contra 16,7% um ano antes, representando agora 1,200 milhões de euros de perdas.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.