×
Por
Reuters
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
27 de mar de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Gap descarta previsões para 2020 e usará a sua linha de crédito de 500 milhões para ajudar a superar a crise do coronavírus

Por
Reuters
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
27 de mar de 2020

A Gap Inc. anunciou, quinta-feira (26), que descartou a sua previsão para o ano divulgada há duas semanas. A empresa suspendeu também o dividendo e anunciou que utilizará a linha de crédito de 500 milhões de dólares para ajudar a superar a crise do coronavírus.


Old Navy


As interrupções provocadas pela crise de saúde são a mais nova dor de cabeça da recém-nomeada CEO Sonia Syngal, enquanto tenta recuperar a demanda pelas roupas do grupo um mercado competitivo afectado pela desaceleração dos shopping centers.

Diversos retalhistas alertaram sobre o impacto nas vendas, devido ao fecho de lojas e restrições impostas para conter a propagação do vírus na China, que se estenderam aos EUA e outros países. A Gap fechou temporariamente todas as lojas norte-americanas na semana passada.

A empresa esperava obter um lucro ajustado para 2020, na faixa de 1,80 a 1,92 dólar por ação, depois de contabilizar uma queda de 100 milhões de dólares nas vendas na Ásia e na Europa. A retalhista anunciou uma atualização durante a tele-conferência sobre os resultados do primeiro trimestre, em maio.

Sonia Syngal disse, num comunicado, que a empresa está a tomar as medidas necessárias para fortalecer ainda mais a sua liquidez financeira e flexibilidade "neste momento de perturbações sem precedentes no sector do retalho". A Gap reduzirá os gastos de capital, em quase 300 milhões de dólares, durante o ano, e revisará todas as despesas operacionais para conter os gastos.
 

© Thomson Reuters 2021 Todos os direitos reservados.