×
Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
31 de mai. de 2019
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Gap reduz previsão de lucro após trimestre "extremamente desafiador”

Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
31 de mai. de 2019

A empresa americana Gap Inc. (Gap, Banana Republic, Old Navy) reduziu a sua previsão de lucro para 2019, uma vez que registou a maior queda nas vendas em mesmas lojas em pelo menos três anos na sua marca Gap, refletindo as suas dificuldades em competir com os retalhistas de fast fashion face às mudanças nas preferências dos clientes.


Banana Republic


As ações da empresa - que já foi uma ditadora de tendências, com as suas camisolas casuais com logótipo e calças cargo - caíram 11% no pregão de quinta-feira (29).

O CEO da empresa, Art Peck, classificou o trimestre como "extremamente desafiador" e destacou um clima excecionalmente frio em fevereiro, as férias do fim da primavera, uma Páscoa mais tardia e menores reembolsos de impostos como as razões para o fraco desempenho. O clima frio prejudicou a maioria dos retalhistas de vestuário dos Estados Unidos nos primeiros meses de 2019, e a marca Old Navy foi especialmente atingida, visto que a maioria das suas roupas é pensada para um clima mais quente. 

No entanto, os analistas não ficaram convencidos e sentiram que a ausência de produtos mais in-fashion pesou nos esforços de recuperação da Gap. "A cada trimestre, a administração alega que os produtos estão a melhorar e que a marca Gap está a responder às mudanças na demanda dos consumidores", disse Neil Saunders, managing director da GlobalData Retail. “E, ainda assim, a cada temporada, a Gap produz os mesmos produtos indiferenciados que quase não mudaram nos últimos 20 anos.”

Numa teleconferência após a divulgação dos resultados, a CFO da Gap, Teri List-Stoll, reconheceu a falta de produtos fortes tanto na Old Navy quanto na Gap no primeiro trimestre e disse que a empresa havia retido o marketing até que os designs e o sortido melhorassem. As vendas nas lojas estabelecidas da marca Gap caíram 10% no trimestre encerrado a 4 de maio, acima da queda de 4% estimada pelos analistas.

Art Peck substituiu o head da marca Gap no ano passado e contratou um novo diretor de marketing, como esforços para trazer uma mudança positiva para a marca, oferecer produtos mais atrativos, diminuir o tempo de resposta para levar novos designs até às lojas e melhorar a publicidade. Mas, estes esforços ainda não mostraram resultados. As vendas trimestrais em mesmas lojas da marca aumentaram apenas uma vez desde o início de 2016, segundo dados do Refinitiv.

Além destas preocupações, a Old Navy, que tem sido lucrativa para a empresa nos últimos anos e que está a ser separada como uma empresa independente para se tornar pública, registou uma queda surpreendente nas vendas em mesmas lojas. A marca Banana Republic, por sua vez, viu as suas vendas caírem 3%.

Art Peck disse que continua confiante no plano da Gap de se dividir em duas empresas independentes em 2020 e contratou uma equipa especializada para gerir esta separação.

© Thomson Reuters 2021 All rights reserved.