×
364
Fashion Jobs
JD SPORT
Marketplace Business Developer (m/f)
Efetivo · Maia
FOREO
Business Development Specialist
Efetivo · Lisbon
SALSA
Ecommerce Product Specialist – Oportunidade de Especialização em Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services - Compensation (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Gestor de Produto (m/f)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Demand Planner (m/f)
Efetivo · Maia
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - General Admin - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Director Gbs Accounting & Tax Europe (m/f)
Efetivo · Porto
M+RC NOIR
Executive Assistant
Efetivo · PORTO
M+RC NOIR
Director of Collections / Production Manager
Efetivo · PORTO
THE KOOPLES
Sales Assistant 24h - Colombo
Efetivo · LISBOA
ADIDAS
Specialist Gbs Procurement Operations - French Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Credit And Collections Specialist North & Nordics (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs Taxes Systems (M/F/D)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Vendedor (m/f) Sport Zone Vasco da Gama
Temporario · Lisboa
JD SPORT
Vendedor (m/f) Sport Zone Viana Estação Shopping
Temporario · Viana do Castelo
JD SPORT
Vendedor (m/f) Sport Zone Foz Plaza
Temporario · Figueira da Foz
Por
Agência LUSA
Publicado em
15 de set. de 2017
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Gaza exporta roupa para mercados israelitas pela primeira vez numa década

Por
Agência LUSA
Publicado em
15 de set. de 2017

Empresas têxteis da Faixa de Gaza estão a exportar roupa para mercados israelitas pela primeira vez numa década, anunciaram os fabricantes que esperam agora reavivar as relações comerciais do setor.

Euratex


Até 6.000 peças de vestuário foram enviadas na terça-feira pela empresa Unipal, da Faixa de Gaza, através da passagem fronteiriça de Kerem Shalom, utilizada apenas para tráfego de mercadorias, disse à agência noticiosa espanhola Efe o presidente, Bashir Al Bawab.

“É o segundo camião carregado de roupa que se exporta a partir da Faixa de Gaza para Israel em duas semanas. É a primeira vez que exportamos peças de vestuário fabricadas em Gaza desde 2007”, afirmou.

Al Bawab garantiu que foi acordada a exportação de um carregamento de roupa por semana, manifestando-se confiante de que “o processo continue e ajude a melhorar a deteriorada economia e a diminuir as elevadas taxas de desemprego no enclave”.

A primeira remessa seguiu em 29 de agosto e incluía 3.500 peças de vestuário, seguindo a decisão israelita, de há menos de dois anos, de permitir a comercialização dos produtos das fábricas de costura de Gaza no mercado da Cisjordânia.

No ano passado, alguns dos envios que chegaram até território palestiniano foram transferidos para mercados israelitas, pelo que esta mudança é “positiva”, avaliou o presidente da Federação da Indústria de Roupa e Têxteis de Gaza, Tayseer Al Oustaz.

“Desde 2007, nenhum envio de roupa foi transferido diretamente para o mercado israelita. Era enviado para o mercado da Cisjordânia e levado depois aos comerciantes israelitas, pelo que exigimos que se facilite a transferência destes produtos”, disse Al Oustaz à Efe.

Cerca de 25 fábricas começaram a trabalhar e estão prontas para vender os seus têxteis de modo a reativar o setor que antes de 2000 empregava 36 mil trabalhadores e movia 1.500 camiões por mês.

A Faixa de Gaza, governada pelo movimento de resistência islâmica Hamas, travou desde 2007 três guerras com Israel e, desde então, está sujeita a rigorosos bloqueios impostos por Israel e pelo Egito.

Mais de dois terços dos habitantes da Faixa de Gaza dependem de ajuda humanitária para sobreviver.

No final do mês passado, o secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu o levantamento do bloqueio israelita e egípcio à Faixa de Gaza, território que enfrenta “uma das crises humanitárias mais dramáticas” que afirmou ter visto.

“É importante abrir as fronteiras”, frisou Guterres, que realizou, em agosto, a primeira visita aos territórios palestinianos e a Israel desde que assumiu funções, em janeiro.

 

DM (MDR) // EJ

Lusa/Fim



   
 

Copyright © 2022 Agência LUSA. Todos os direitos reservados.