Givaudan vai comprar perfumaria alemã Drom

O grupo suíço Givaudan, líder mundial em fragrâncias e sabores, anunciou na quarta-feira (24) que se está a preparar para adquirir a perfumaria alemã Drom. O valor da transação não foi divulgado.


Com sede na Suíça, o Grupo Givaudan emprega cerca de 13.600 pessoas em todo o mundo - AFP

A operação deverá antes de mais ser aprovada pelas autoridades de supervisão envolvidas, informou o grupo de Genebra em comunicado. A empresa espera finalizar a aquisição no terceiro trimestre, o que lhe permitirá fortalecer ainda mais o seu negócio de perfumaria, que inclui perfumaria fina e perfumaria funcional, incluindo aromas para champôs, produtos de cuidados pessoais e produtos de lavandaria.

“Assim como a Givaudan, a Drom possui uma longa tradição na criação de fragrâncias, e tem capacidades e cultura arraigadas que se encaixam perfeitamente com a nossa", declarou Gilles Andrier, CEO da Givaudan, no comunicado.

Fundada em 1911, a Drom é especializada na criação de fragrâncias para perfumaria fina e perfumaria funcional. Com sede perto de Munique, na Alemanha, emprega 489 pessoas em todo o mundo através das suas fábricas na Alemanha, China, Estados Unidos e Brasil. 

Em 2018, os negócios da Drom terão representado aproximadamente 110 milhões de euros de receita adicional em comparação com os resultados da Givaudan, numa base pro forma.

No ano passado, as vendas da Givaudan totalizaram 5,5 mil milhões de francos suíços (5 mil milhões de euros a taxas de câmbio constantes), um aumento de 9,4% em relação ao ano anterior, devido, principalmente, às aquisições, incluindo da empresa francesa Naturex. A divisão de perfumes registou vendas de 2,5 mil milhões de francos suíços.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.

PerfumesIndústriaNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER