×
365
Fashion Jobs
JD SPORT
Marketplace Business Developer (m/f)
Efetivo · Maia
FOREO
Business Development Specialist
Efetivo · Lisbon
SALSA
Ecommerce Product Specialist – Oportunidade de Especialização em Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services - Compensation (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Gestor de Produto (m/f)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Demand Planner (m/f)
Efetivo · Maia
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - General Admin - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Director Gbs Accounting & Tax Europe (m/f)
Efetivo · Porto
M+RC NOIR
Executive Assistant
Efetivo · PORTO
M+RC NOIR
Director of Collections / Production Manager
Efetivo · PORTO
THE KOOPLES
Sales Assistant 24h - Colombo
Efetivo · LISBOA
ADIDAS
Specialist Gbs Procurement Operations - French Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Credit And Collections Specialist North & Nordics (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Gbs Taxes Systems (M/F/D)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Vendedor (m/f) Sport Zone Vasco da Gama
Temporario · Lisboa
JD SPORT
Vendedor (m/f) Sport Zone Viana Estação Shopping
Temporario · Viana do Castelo
JD SPORT
Vendedor (m/f) Sport Zone Foz Plaza
Temporario · Figueira da Foz
Por
Jornal T
Publicado em
1 de set. de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Governo garante mais apoios para a internacionalização

Por
Jornal T
Publicado em
1 de set. de 2021

Começou satisfeito e saiu convicto da capacidade resiliente e empreendedora da têxtil portuguesa e até aproveitou para anunciar novos apoios. João Correia Neves, secretário de Estado Adjunto e da Economia, que a convite da ATP e da ANIVEC visitou os expositores portugueses neste segundo dia da Munich Fabric Start, deixou a garantia que no próximo quadro financeiro plurianual 2030 vão ser reforçadas as verbas destinadas à promoção externa da indústria.



“Queremos continuar uma trajetória de ganhos de quota nos mercados internacionais, nomeadamente na Europa, como temos vindo a fazer nos últimos anos”, explicou o governante, destacando as feiras como ferramenta essencial para esse processo. “Temos apoiado de forma muito expressiva a indústria portuguesa na presença em feiras, até porque é fácil perceber a importância que têm no desenvolvimento das nossas exportações. Temos hoje já outros canais de venda, mas a feira tem uma importância muito forte, sobretudo em áreas em que o toque e o olhar próximo são essenciais”, disse.

Mesmo sendo ainda cedo para lançar números – as negociações com a Comissão Europeia sobre o próximo quadro financeiro ainda estão no início – o secretário de Estado garantiu que o reforço à internacionalização da economia está no topo das prioridades e não se fica só pela presença em feiras. Correia Neves diz que é necessário também ajudar as empresas a alcançar uma presença internacional mais forte e com mais dimensão, apontando à associação entre empresas para projetos comuns para que todos possam lucrar dessa presença mais expressiva. Para isso, promete trabalhar em proximidade com as estruturas associativas e o cluster do têxtil e moda para garantir o alinhamento daquilo que são os instrumentos da política pública com as estratégias comerciais das empresas.

O crescente peso das exportações no PIB, para o qual a têxtil contribui de forma muito expressiva, é para o governante uma prova de que as empresas portuguesas estão na rota certa rumo à internacionalização. No entanto, João Correia Neves salienta também que, mais do que números, há outros paradigmas a emergir e que importa ter em conta, sendo um deles o da sustentabilidade, que pode ser pivot para colocar Portugal como um parceiro de proximidade essencial para a Europa.

Após a visita aos expositores portugueses, garantiu só ter ouvido notícias positivas, de recuperação e de viragem na retoma da procura, algo que não surpreende o governante. “Passados os primeiros quinze dias de estupefação, já toda a indústria estava mobilizada: numa primeira fase, só com as máscaras foram mais de 150 milhões de euros de exportações durante os meses seguintes ao eclodir da pandemia. Não foi coisa pequena e provou que temos uma indústria que está aí para responder a todos os desafios. E esta feira, com tantas empresas portuguesas presentes, algumas delas pela primeira vez, prova isso: estamos vivos e estamos aqui prontos para dar ao mercado tudo o que ele precisa”, concluiu.

Nesta importante feira de Munique, o From Portugal está representando pelas empresas Fitecom, J. Areal, Magma Têxtil, Modelmalhas, OTS Otojal Group, RDD Textiles, SanMartin, TMG – MGLab, Trimalhas e Troficolor, na área de tecidos, às quais se juntam Marjocri, SM Senra, TMR Fashion Clothing, Top Trends, Tricothius e Vandoma, na Munich Sourcing. A força do fabrico português impõe-se ainda com a presença dos stands das empresas Paulo de Oliveira, Riopele, Somelos, Sourcetextile e Tessimax.

A participação das PME portuguesas na Munich Fabric Start é uma iniciativa da Selectiva Moda e da ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, que visa promover a internacionalização das empresas portuguesas da área da Moda. O projeto From Portugal é cofinanciado pelo Portugal 2020, no âmbito do Compete 2020, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Estão ainda presentes no Portugal Sourcing outras empresas apoiadas pelo Cenit/ANIVEC: Calvelex, Juvema, Lagrofa, Marfel, Outfit 21, Tetribérica.

Copyright © Jornal T. Todos os direitos reservados.