Grupo H&M testa novos dispositivos conectados

Tendo colocado a digitalização do seu modelo de negócio como um dos eixos principais para dinamizar as vendas, o grupo H&M revela agora duas novas tecnologias que começará a experimentar em loja. As marcas H&M Home e Monki abrem as hostilidades, apresentando as suas inovações na terça-feira, numa conferência no âmbito das Fashion Tech Talks de Estocolmo.

Apresentação dos hologramas da Monki - Vídeo HoloMe

A cadeia sueca dedicada à casa lançou uma aplicação de voz chamada H&M Home Stylist, disponível nos smartphones através do assistente do Google. Com uma voz humana, o assistente propõe conselhos de decoração personalizados em função da casa do utilizador. O grupo anunciou que começará a funcionar em breve numa seleção de mercados em todo o mundo, sem especificar quais.

Por sua vez, a marca de prêt-à-porter Monki aposta na experiência vivida graças a hologramas humanos em realidade aumentada, que se formam através de um telemóvel ou tablet. A marca jovem associou-se à HoloMe para apresentar novos modelos Monki, de forma "realista" e em movimento, permitindo que o cliente consiga apreciar melhor a roupa (material, detalhes, ajuste...). O teste começa esta semana mas, mais uma vez, a gigante sueca não dá detalhes sobre a escala deste lançamento.

"A indústria da moda está a mudar rapidamente e a tecnologia é mais importante do que nunca para nos adaptarmos a uma sociedade em constante evolução", comentou Elin Frendberg, do departamento "business development" do grupo H&M, através de um comunicado.

Os esforços da H&M neste segmentos lembram outras inovações implementadas por grandes marcas, como a Zara, que em abril passado lançou um dispositivo de realidade aumentada em 120 lojas.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirModa - DiversosInovações
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER