×
363
Fashion Jobs
TIFFOSI
Comprador de Moda (m/f)
Efetivo · Porto
CONFIDENCIAL
Gestor de Produção
Efetivo · PORTO
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- Centro Comercial Vasco da Gama (m, f)
Efetivo · Lisboa
ADIDAS
Buyer - German Speaker (m/f)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo · Alicante
SALSA
Salsa Gerente de Loja – Grande Porto – Encontra Aqui a Tua Paixão
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Team Leader (m/f)
Efetivo · Braga
ESTÉE LAUDER
Finance Administrator (Part-Time)
Efetivo · LISBON
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Vasco da Gama - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Lisboa
KLEED LOUNGEWEAR
Sales / E-Commerce / Customer Care Manager
Efetivo · LISBOA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Porto - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Porto
ABSOLUTARGET
Ecommerce Assistant
Estágio · VILA DO CONDE
EL CORTE INGLÉS, GRANDES ARMAZÉNS SA
Vendedores | Segmento de Luxo
Efetivo · LISBOA
HUGO BOSS
Assistant Store Manager Boss Store Oeiras Parque (m/f)
Efetivo · Oeiras
MAJE
Vendedor(a), 20Hrs - Eci Porto
Temporario · PORTO
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Algarve Shopping - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Albufeira
SALSA
Salsa Gerente de Loja – Palácio do Gelo – Encontra Aqui a Tua Paixão
Efetivo · Viseu
SALSA
Salsa Gerente de Loja – Aveiro – Encontra Aqui a Tua Paixão
Efetivo · Aveiro
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja (Full-Time) - Colombo - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Lisboa
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Estação Viana - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Viana do Castelo
FARFETCH
Photography Specialist
Efetivo · BRAGA
Publicidade
Por
Reuters
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
27 de mai de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Grupo Capri (Michael Kors, Versace) otimista face à recuperação da demanda pelo luxo

Por
Reuters
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
27 de mai de 2021

Na quarta-feira, a Capri Holdings Limited divulgou um volume de negócios e um lucro anuais superiores às expectativas do mercado, graças ao regresso da procura nas lojas de luxo nos Estados Unidos, algo que estará relacionado com o sucesso das campanhas de vacinação no país.


Michael Kors - outono-inverno 2020 - Moda Feminina - Nova Iorque - © PixelFormula


A empresa anunciou também a sua intenção de aumentar os preços praticados pela sua marca Michael Kors a partir deste outono e na primavera do próximo ano. A Capri pretende transformar a marca - a primeira do grupo em termos de vendas - numa "empresa de tamanho mais modesto, mas mais rentável".
 
O grupo americano sublinha que a queda nas vendas da Michael Kors - na ordem dos 4% no quarto trimestre - contrasta com o sucesso das marcas Versace e Jimmy Choo, cujas vendas aumentaram 10% e 16%, respetivamente.

John Idol, diretor-geral da Capri, procura reforçar a imagem de marca de luxo da Michael Kors na América do Norte, reduzindo o número de promoções e limitando a oferta. O dirigente especifica ainda que o número de clientes da marca aumentou 18% no quarto trimestre, um sinal de que, segundo Idol, “os aumentos de preço não impedem os clientes de avançarem e comprarem os produtos” da marca.
 
A Capri espera um volume de negócios de aproximadamente 5,1 mil milhões de dólares (4,2 mil milhões de euros) para o seu exercício de 2022, valor além das previsões dos especialistas de Wall Street, que apontam para 4,99 mil milhões de dólares, de acordo com dados IBES da Refinitiv. A margem bruta deverá aumentar cerca de 50 pontos base, apesar do aumento dos custos de transporte.
 
A empresa manteve um controlo rigoroso dos stocks durante a pandemia, o que aumentou a sua margem bruta. As suas vendas online aumentaram 80% no quarto trimestre, e as vendas a retalho subiram 13%.
 
As grandes rivais da Capri - LVMH, Hermès e Kering, proprietária da Gucci - também tiveram sucesso. As grandes casas de luxo, tradicionalmente relutantes no que diz respeito às iniciativas digitais, estão a investir massivamente para tirar proveito da explosão do comércio eletrónico.
 
O volume de negócios da Capri no quarto trimestre atingiu 1,2 mil milhões de dólares (983 milhões de euros), acima das estimativas dos analistas de 1,02 mil milhões. Numa base ajustada, a empresa arrecadou 38 cêntimos por ação, superando significativamente a estimativa de Wall Street, que previa um lucro de 2 cêntimos.

© Thomson Reuters 2021 Todos os direitos reservados.