×
304
Fashion Jobs
DIRETOR(A) INDUSTRIAL
Diretor(a) Industrial
Efetivo · MONACO-VILLE
GIANNI KAVANAGH
PR / Influencers Management
Efetivo · BRAGA
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services Bik - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Comprador de Vestuário (m/f)
Efetivo · Porto
CONFIDENCIAL
Country Manager Iberica Textile
Efetivo · PORTO
SALSA
Ecommerce Product Manager – Desenvolvimento do Negócio Digital da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
SPORT ZONE
Marketplace Business Developer (m/f)
Efetivo · Maia
SALSA
Ecommerce Product Specialist – Oportunidade de Especialização em Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Gestor de Produto (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - General Admin - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Director Gbs Accounting & Tax Europe (m/f)
Efetivo · Porto
THE KOOPLES
Sales Assistant 16h - Eci Lisbon
Efetivo · LISBOA
EMPRESA DE MODA NO SETOR DO LUXO
Vendedor/a de Loja de Gama Alta
Temporario · LISBOA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Foz Plaza - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Figueira da Foz
COURIR PORTUGAL
Sales Assistant - Coimbra cc Forum Coimbra - CDI - Part-Time - 20h - m/h
Efetivo ·
COURIR PORTUGAL
Sales Assistant - Lisboa cc Chiado - CDI - Part-Time - 20h - m/h
Efetivo · LISBOA
PEPE JEANS (RETAIL)
Vendedor / Vendedora - Coimbra
Efetivo · COIMBRA
Por
Reuters
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
28 de mar. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Grupo francês Auchan quer manter-se na Rússia e na Ucrânia

Por
Reuters
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
28 de mar. de 2022

A retalhista Auchan planeia manter as suas operações na Rússia e na Ucrânia, diz o CEO da Auchan Retail International, Yves Claude, numa entrevista publicada no periódico francês Journal du Dimanche (JDD). Mas, Kiev apela aos ucranianos para boicotarem as lojas Auchan, Decathlon e Leroy Merlin, o que aconteceu logo após esta posição das cadeias que não querem sair do mercado interno da Rússia.


Photo d'archives / Reuters / Evgenia Novozhenina


"O mais importante para nós é preservar o nosso povo e assegurar a nossa missão principal, que é continuar a alimentar o povo destes dois países", disse. "Partir seria imaginável de um ponto de vista económico, mas não de um ponto de vista humano".

Propriedade da família Mulliez (que também possui a Leroy Merlin e a Decathlon), a Auchan opera 40 supermercados e tem cerca de 6.000 empregados na Ucrânia, incluindo em regiões afetadas pela guerra, disse um porta-voz da Auchan à Reuters na semana passada.

No JDD, Yves Claude explica a escolha de permanecer na Rússia por uma preocupação "de ajudar os nossos empregados e a população civil".

"Se o Auchan sair, privamos 30.000 pessoas dos seus empregos. São empregados e 40% deles são acionistas. Para não mencionar o impacto nas suas famílias, que ficariam enfraquecidas por esta decisão. E os nossos clientes estão a exortar-nos a ficar", confirmou.

O Auchan tem 231 lojas e atividades de comércio eletrónico na Rússia.

"Se partirmos, arriscamo-nos a expropriações e expomos os nossos gestores locais a processos criminais por falência fraudulenta. E se entregarmos os nossos bens a um terceiro, outra opção proposta, significa que serão assumidos pela capital russa. Isto não trará paz e será contraproducente ao reforçar o ecossistema económico e financeiro russo", explicou ainda Yves Claude.

O presidente ucraniano Volodimir Zelenskiy considera necessário que todas as empresas ocidentais abandonem o mercado russo, como deixou claro na quarta-feira perante o parlamento francês. "Renault, Auchan, Leroy Merlin devem deixar de ser patrocinadores da máquina de guerra da Rússia, deixar de financiar o assassinato de crianças e mulheres, as violações. Todos devem lembrar-se que os valores valem mais do que os lucros", apelou o presidente do povo martirizado, que é já visto aos olhos do mundo como um herói.

Embora muitas marcas tenham deixado o mercado russo, o grupo Rocher (Yves Rocher) também anunciou através de um comunicado de imprensa no dia 16 de março que iria manter a sua atividade na Rússia.
 

© Thomson Reuters 2022 Todos os direitos reservados.