×
357
Fashion Jobs
UNREAL FIELDS
Creative/Art Director
Efetivo - CLT · LISBOA
SALSA
Commercial Product Manager - Work With Product in The Fashion Business
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
SALSA
IT Development Specialist – Oportunidade de Fazer a Diferença no Dia a Dia do Utilizador Final
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Buyer (m/f) - French Speaker
Efetivo - CLT · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Faro
ADIDAS
Buyer - German Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Buyer - Italian Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo - CLT · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo - CLT · Alicante
SALSA
Vendeur(se) Carre Senart 30h
Efetivo - CLT · Paris
LION OF PORCHES
Fotógrafo (m/f) – Vila do Conde
Efetivo - CLT · PORTO
BWGROUP
Fashion Styling And Production
Efetivo - CLT · BRAGA
BWGROUP
Fashion Design Intern
Estágio · BRAGA
CONFIDENTIAL
Concession Manager w/m - Lisboa - Full Time
Efetivo - CLT · LISBOA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Famalicão - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Freeport - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Alcochete
BWGROUP
Controle de Qualidade / Tabelas de Medidas
Efetivo - CLT · BRAGA
LEVI'S
Part-Time 20h Levis el Corte Inglês Gaia
Efetivo - CLT · Vila Nova de Gaia
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Wshopping (Santarém) - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Lisboa
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Évora Plaza - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Évora
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Albufeira - a Tua Melhor Versão
Efetivo - CLT · Albufeira
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
1 de jul de 2020
Tempo de leitura
4 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Gucci, Balmain e Y/Project procuram tornar luxo mais amigo do ambiente

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
1 de jul de 2020

A pandemia de COVID-19 tem sido um acelerador a todos os níveis para a moda. De repente, conceitos que alguns designers vinham a tentar promover, há anos e anos, tornaram-se óbvios para a maioria dos entusiastas da moda e para os seus infiltrados. Como o desenvolvimento sustentável.

Não passa um dia sem que uma marca comunique sobre esta questão, ou sem que uma jovem marca se lance neste posicionamento. As marcas de luxo, para as quais este conceito nunca foi uma prioridade, à excepção de algumas, como a Stella McCartney, também se dedicam ao mesmo com intensidade. Nos últimos dias, empresas como a Gucci, Balmain e Y/Project anunciaram o lançamento de uma coleção eco-responsável.


Look da coleção primavera-verão 2020 da Y/Project, apresentada emParis - © PixelFormula


O diretor artístico da Y/Project, Glenn Martens, conhecido pelo seu engenhoso trabalho na construção de vestuário, lançará a coleção "Evergreen" para a estação primavera-verão 2021. Consistirá em peças históricas de guarda-roupa Y/Projecto, escolhidas pela representatividade do seu estilo e redesenhadas para serem produzidas da forma mais ética e sustentável possível.
 
"A nossa responsabilidade no impacto ambiental passa pela certificação das nossas produções, embalagem, transporte, equipamento de comunicação, materiais utilizados, até ao último acabamento. Esta seleção de 16 modelos nunca sofrerá descontos e permanecerá na boutique estação após estação, mas será enriquecida ao longo do tempo por novos clássicos Y/Projectos", explica Glenn Martens numa declaração.

"Temos o privilégio de trabalhar na indústria do luxo. Temos o luxo para ter tempo para pensar, um luxo que nos obriga. Y/Projecto quer fazer parte da mudança e construir um futuro melhor", reforçou.


Look da coleção primavera-verão 2020 da Gucci, apresentada em Milão - © PixelFormula


Ao mesmo tempo, o diretor artístico da Gucci, Alessandro Michele, trabalhou na sua primeira coleção sustentável, com base num processo de produção circular como parte da iniciativa Gucci Circular Lines. É um total de cerca de 20 peças de vestuário sem género, incluindo acessórios de nylon (mochilas, sacos de embreagem, bobsleighhs, chapéus, ténis, anoraques, calças e casacos).
 
Chamada "Off the grid", a recolha é concebida "para aqueles que querem reduzir o seu impacto no ambiente, com produtos que utilizam materiais reciclados, orgânicos provenientes de plantas e fontes de abastecimento sustentáveis, tais como o nylon de Econyl regenerado, produzido a partir de resíduos de nylon", proclama a marca no seu website.
 
A estreia da "Gucci Off" é acompanhada por uma campanha que foi filmada em Los Angeles, antes da pandemia, pela realizadora Harmony Korine protagonizada pela atriz Jane Fonda, pela guitarrista japonesa Miyavi, pelo aventureiro ecológico David de Rothschild, pelo rapper Lil Nas X e pela cantora King Princess. Um esplêndido cenário, no qual os produtos ecológicos se concentram principalmente em acessórios básicos.
 

Looks da coleção primavera-verão 2020 da Balmain, apresentada em Paris - © PixelFormula


O diretor artístico da Balmain, Olivier Rousteing, está também a bordo da iniciativa, orgulhoso de apresentar os "primeiros passos concretos para o objectivo a longo prazo de criar coleções verdadeiramente sustentáveis". Como parte da sua coleção Cruise, para a primavera de 2021, a marca lança a "PS21", uma coleção de cápsulas femininas composta por uma seleção de t-shirts, capuzes e sweatshirts de algodão orgânico certificado Ecocert.
 
Outra oferta ecológica de camisolas, t-shirts, tops e calças femininas, produzidas em Itália e Portugal, é oferecida em sacos de algodão orgânico e plástico reciclado. Mais uma vez, tal como com a Gucci, a gama eco-responsável limita-se principalmente a artigos básicos.
 
A casa de moda francesa está interessada em destacar, numa declaração, os "grandes esforços feitos para reduzir a pegada de carbono durante o fabrico e transporte destes artigos - feitos em locais de produção europeus, alimentados por energias renováveis e perto dos nossos centros de distribuição global". Todos os pormenores foram tidos em conta, desde sacos de plástico 100% biodegradáveis até etiquetas de poliéster reciclado.

Isto é apenas o começo, mas "pensamos que estes primeiros passos são importantes para a casa de moda. A nova realidade de hoje não só nos obrigou a adaptarmo-nos a novas formas de trabalho, mas também a admitir que mudanças profundas já não podem ser adiadas para quase todos os níveis das nossas vidas", salienta Olivier Rousteing. E estas mudanças "são imperativas", conclui ele.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.