×
Por
Ansa
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
6 de jul. de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Gucci junta-se à Intesa para transição verde da cadeia de abastecimento

Por
Ansa
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
6 de jul. de 2021

A Gucci e a Intesa Sanpaolo renovam a sua colaboração em prol da excelência italiana, concentrando-se pela primeira vez na transição da cadeia de produção para práticas sustentáveis e inclusivas.


Laboratórios de investigação e desenvolvimento de novos materiais e uma câmara climática com ambientes de ensaio compõem a estrutura inovadora Gucci ArtLab, na periferia de Florença - DR


O acordo, que sublinham ser o único do seu género em Itália, visa apoiar as empresas da cadeia de abastecimento da Gucci nos seus esforços para melhorar a respetiva sustentabilidade social e ambiental através da implementação de ações e medidas concretas em conformidade com as diretrizes do Plano de Recuperação Nacional e Resiliência (PRNR).

As excelências da cadeia de abastecimento da Gucci com este projeto terão acesso a linhas de financiamento ad hoc introduzidas pela Intesa Sanpaolo, na fórmula S-Loan e inspiradas nos indicadores ESG (ambientais, sociais e de governação), com o propósito de perseguir objetivos cruciais.

"Estamos orgulhosos de inaugurar com a Intesa Sanpaolo o primeiro acordo de cadeia de fornecimento para a indústria da moda, que permitirá ao ecossistema Gucci dar mais um passo em direção à revolução empresarial sustentável", comentou o presidente e CEO da Gucci, Marco Bizzarri.

Os objetivos para os quais o financiamento pode ser solicitado serão, por exemplo, a eficiência e poupança energética, ou a introdução de projetos de mobilidade-logística "verde" ou o desenvolvimento de instalações de produção de energia renovável. Outras motivações potenciais serão a adaptação dos modelos empresariais para favorecer o desenvolvimento da economia circular, a ativação de iniciativas destinadas a promover a taxa de emprego feminino na empresa e apoiar o crescimento profissional através da criação de percursos de formação e a aquisição de novas competências, a definição e implementação de políticas e instrumentos de bem-estar destinados a garantir a igualdade e a reduzir o fosso entre os géneros e, finalmente, a adoção de um sistema transparente de certificação da igualdade de género e a ativação de iniciativas destinadas a desenvolver e aumentar a sensibilização para a igualdade de género.


Pormenor do edifício Gucci ArtLab, centro de vanguarda e experimentação de artigos de couro e calçado da Gucci - DR


"Este é um passo importante porque só juntos (públicos e privados, grandes empresas e PME's) podemos alcançar fins críticos para a sociedade e para Itália, de acordo com os objetivos desejados pelo PRNR", acrescentou Bizzarri sobre a colaboração da Gucci com a Intesa. "É um projeto pioneiro: tudo o que sempre esperámos alcançar como empresas – para promover o objetivo de uma sociedade mais justa – está agora ao nosso alcance. A sustentabilidade social e ambiental é uma obrigação: neutralidade de carbono, igualdade de oportunidades fazem parte de uma infraestrutura única, raciocínio – como é necessário – numa lógica de um país-sistema".
 

Copyright © 2021 ANSA. Todos os direitos reservados.