×
Por
EFE
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
30 de nov. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

H&M cortará 1500 postos de trabalho no âmbito do seu plano de poupança

Por
EFE
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
30 de nov. de 2022

A cadeia de moda sueca Hennes and Mauritz (H&M) anunciou que irá cortar 1500 postos de trabalho devido à aplicação do seu plano de redução de custos e aumento de eficiência apresentado há dois meses, após a queda nos lucros na sequência do encerramento do negócio na Rússia devido à invasão da Ucrânia e ao aumento dos preços da energia e de outras matérias-primas.


Reuters


O programa, que visa economizar 2 mil milhões de coroas suecas (183 milhões de euros) por ano a partir do segundo semestre de 2023, custará aproximadamente 800 milhões de coroas suecas (73 milhões de euros) em despesas de reestruturação, que serão contabilizados no quarto trimestre.
 
Helena Helmersson, CEO da empresa, sublinhou num breve comunicado: "O programa de custos e eficiência que iniciámos envolve a revisão da nossa organização e estamos cientes de que alguns colegas serão afetados. Iremos apoiá-los na procura da melhor solução possível para o seu próximo passo."

O grupo sueco, que emprega mais de 100 mil colaboradores, conta com 4664 lojas em 77 países e está também presente em 57 mercados online.
 
A H&M, a principal concorrente da distribuidora têxtil espanhola Inditex, faturou 4,43 mil milhões de coroas suecas (406 milhões de euros) nos primeiros nove meses do seu ano fiscal (dezembro a agosto), uma queda de 30% em relação ao ano anterior.
 
A queda nos lucros deve-se ao encerramento da sua atividade na Rússia devido à intervenção militar na Ucrânia, que lhe custou 2104 milhões de coroas suecas (193 milhões de euros), e a fatores como o aumento do preço das matérias-primas, dos fretes, da energia e dos custos de entrega, conforme o balanço divulgado há dois meses.

© EFE 2023. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos dos serviços Efe, sem prévio e expresso consentimento da Agência EFE S.A.