×
385
Fashion Jobs
ZIPPY
E-Commerce Business Technician (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Sales Associate Centro Comercial Norteshopping
Efetivo - CLT · Porto
SALSA
IT Sap Specialist fi/co e HR
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Gbs Senior Buying Specialist (m/ f) - French Speaker
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
General Ledger Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
H&M
Senior Lawyer - Expansion Department
Efetivo - CLT · Barcelone
BOUTIQUE DOS RELÓGIOS
Assistente de Vendas
Efetivo - CLT · PORTO
BW GROUP
Fashion Designer
Efetivo - CLT · BRAGA
BWGROUP
Fashion Styling And Production
Efetivo - CLT · BRAGA
CLAUDIE PIERLOT
Vendedor(a) - 30h - CDD 3 Meses - Eci Porto H/F
Trainee · PORTO
TOMMY HILFIGER (RETAIL)
Sales Consultant / Vendedor(a) Tommy Hilfiger 40h - Lisboa - Temporário (1 Mês)
Trabalho temporário · LISBOA
TOMMY HILFIGER (RETAIL)
Store Manager Tommy Hilfiger 40h - Lisboa
Efetivo - CLT · LISBOA
SALSA
Vendedores de Loja Part-Time - Espaço Guimarães (m/f)
Efetivo - CLT · Guimarães
H&M
Fashion or Print Design Student Placement Summer 2020
Efetivo - CLT · Stockholm
MO
mo - Sales Assistant - Sesimbra
Efetivo - CLT · Sesimbra
MO
mo - Sales Assistant - Mafra
Efetivo - CLT · Mafra
MO
mo - Sales Assistant - Arrábida Shopping
Efetivo - CLT · Greeley
ZIPPY
Zippy - Sales Assistant - Spacio Olivais
Efetivo - CLT · Lisboa
MO
mo - Sales Assistant - Pinhal Novo
Efetivo - CLT · Pinhal Novo
ZIPPY
Zippy - Sales Assistant - Paços de Ferreira (Ferrara Plaza)
Efetivo - CLT · Paços de Ferreira
MO
mo - Sales Assistant - Alverca
Efetivo - CLT · Alverca do Ribatejo
MO
mo - Sales Assistant - Setúbal
Efetivo - CLT · Setúbal

H&M suspende compra de couro brasileiro devido a incêndios na Amazónia

Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
today 6 de set de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

A H&M, segunda maior retalhista de moda do mundo, anunciou na quinta-feira (5) que suspendeu a compra de couro brasileiro em sequência das preocupações ambientais geradas pelos incêndios na Amazónia.


Reuters


A H&M, que tem sede na Suécia, segue a medida adotada pela VF Corp, proprietária de marcas de calçado e roupa, incluindo Timberland, Vans e The North Face, que fez um anúncio semelhante na semana passada em resposta aos incêndios.

Milhares de incêndios na Amazónia provocaram uma crise internacional para o Brasil, com protestos públicos e líderes mundiais a expressarem preocupação de que o governo de Jair Bolsonaro não esteja a agir suficientemente para proteger a maior floresta tropical do mundo. No Brasil, cresce o medo de que empresas se afastem do país devido às publicidades negativas relacionadas com os incêndios e a possibilidade de eventuais sanções internacionais.

"Devido aos graves incêndios na parte brasileira da floresta amazónica e às conexões com a produção de gado, decidimos suspender temporariamente a compra de couro ao Brasil", disse a H&M em comunicado. "A suspensão será mantida até que existam sistemas de garantia credíveis para verificar que o couro não contribui para danos ambientais na Amazónia", pode ler-se no documento.

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) informou que foi registado este ano o pior número de incêndios desde 2010. Um porta-voz da H&M disse que a grande maioria do couro do grupo é originária da Europa e apenas uma parte muito pequena do Brasil.

Segundo o Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB), principal grupo comercial de couro do Brasil, o país exportou 1,44 mil milhões de dólares em couro bovino em 2018. Os seus maiores mercados de exportação foram Estados Unidos, China e Itália.

© Thomson Reuters 2019 All rights reserved.