×
349
Fashion Jobs
GRUPO CÃES DE PEDRA
Head of Marketing / Brand Manager
Efetivo - CLT · PORTO
ADIDAS
Senior Sap Apo (Snp/Ibp) Consultant
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Sap Apo (Snp/Ibp) Consultant
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Senior Technology Consultant Sap (Afs) Fico (Finance & Controlling)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Senior HR Specialist - Core Benefits & Time - German Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
SALSA
CRM Specialist - Opportunity to Create Impact on The Value And Customer Loyalty
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (m/f) - French Speaker
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Senior Technology Consultant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Technology Consultant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Faro
TIFFOSI
Comprador de Moda (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Buyer - German Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Buyer - Italian Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo - CLT · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo - CLT · Alicante
TIFFOSI
Coordenador Logística (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
GRUPO CÃES DE PEDRA
Diretor(a) Creativo Moda Hombre / Mujer
Efetivo - CLT · VILA DO CONDE
GRUPO CÃES DE PEDRA
Designer de Comunicação / Designer Gráfico (m/f)
Efetivo - CLT · VILA DO CONDE
TIFFOSI
Modelo de Provas
Efetivo - CLT · Porto
WETHEKNOT
Copywriting And Digital Content Creator
Estágio · LISBOA
ISABEL MARANT
Store Manager
Efetivo - CLT · LISBOA
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
15 de dez de 2020
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

H&M: últimos confinamentos travam recuperação, mas números anuais são encorajadores

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
15 de dez de 2020

O Grupo H&M divulgou esta terça-feira as vendas do quarto trimestre e do ano inteiro, coincidindo com o relatório da Inditex sobre os resultados do terceiro trimestre, pelo que é possível ter uma ideia do comportamento dos negócios de moda mais bem-sucedidos num ano bastante atípico.


H&M


A H&M, a segunda cadeia de lojas de moda do mundo (a Inditex é a primeira), informou que no quarto trimestre (os três meses até ao final de novembro) as vendas líquidas caíram 10% em termos interanuais em moeda local. No acumulado do ano, a queda foi de 18%.
 
No quarto trimestre, as vendas líquidas do grupo situaram-se em 52,54 mil milhões de coroas suecas (5,1 mil milhões de euros), abaixo dos 61,7 mil milhões de coroas suecas no mesmo período do ano anterior, e 187 mil milhões de coroas suecas para o ano como um todo, abaixo dos 232,7 mil milhões de coroas suecas anteriores.

A empresa explicou que começou o ano “com força e com ímpeto positivo até se deparar com o impacto da primeira onda de Covid-19”: “As amplas restrições sociais que obrigaram ao encerramento temporário de lojas e as grandes quedas no tráfego de clientes nas lojas físicas levaram a uma redução substancial nas vendas, principalmente no segundo trimestre."

No entanto, verificou-se uma "forte recuperação no terceiro trimestre", que se prolongou durante uma boa parte do quarto trimestre. De facto, entre 1 de setembro e 21 de outubro, as vendas caíram apenas 3% em moeda local. Mas, desse momento até 30 de novembro a queda foi de 22% em relação ao ano anterior, "à medida que a recuperação se transformou numa desaceleração adicional devido à segunda onda da pandemia”.

Como vem sendo habitual na H&M, a empresa não fez mais comentários mais sobre estes números, já que costuma reservá-los para o anúncio dos lucros, que será divulgado em janeiro.

É evidente que a empresa tem sido capaz de maximizar as suas oportunidades com a reabertura das lojas. Mas, confiar apenas nas vendas eletrónicas durante o encerramento das lojas afetou a sua faturação. O grupo está a acelerar as suas operações digitais, algo que já havia começado a fazer antes da pandemia. No entanto, ainda não fez progressos suficientes nesta área para evitar o golpe severo do encerramento das lojas físicas.

A empresa emprega quase 180 mil pessoas e opera 5 mil lojas em 74 mercados, incluindo mercados em regime franchise. Embora tenha 52 mercados online, trata-se de um negócio baseado principalmente em lojas, o que significa que os lançamentos de vacinas em todo o mundo são bastante desejados.

No entanto, se olharmos para o número total da queda nas vendas ao longo do ano, os números poderiam ter sido muito piores. Várias empresas registaram quedas de vendas semelhantes ou números ainda piores, mas a H&M está no caminho certo ao investir no digital e, ao mesmo tempo, tornar as suas lojas o mais atrativas possível.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.