×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
15 de set. de 2021
Tempo de leitura
4 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Hellessy: glamour desde Manhattan a Miami

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
15 de set. de 2021

Nem todos os designers inspiram ser artistas revolucionários. Alguns reservam objetivos mais precisos, como a criação de roupas potenciadoras e adaptáveis a múltiplas ocasiões. O caso em questão: Hellessy, uma marca fundada pela especialista em Merchandising, Sylvie Millstein, no seu próprio estúdio no Soho em 2012, que conquistou um fiel seguidor pela sua elegância de pared down.


A nipo-francesa Sylvie Millstein radicada em Nova Iorque - Photo: Hellessy


Nascida e criada em Paris, Millstein mudou-se com a família para Manhattan após uma brilhante e longa carreira como comercial de topo, incluindo passagens pela Chanel, Givenchy, e Harrods na Europa. E mesmo no Japão, onde esta criadora meio-japonesa desenvolveu ainda mais o seu refinado sentido de luxo.

Cada coleção Hellessy é produzida localmente e eticamente em Nova Iorque, com uma atenção aguda aos detalhes. Hellessy tem tudo a ver com o glamour descontraído da Lower Manhattan. Os desenhos de Millstein para a Hellessy apareceram na US Vogue, Elle e Harper's Bazaar, e conta com Emily Ratajkowski, Priyanka Chopra, Cara Delevingne, Kristen Stewart e Rihanna como fãs da marca.

Para a próxima primavera revelou vestidos simples e despreocupados em materiais como cetim de fúcsia que "apenas envolviam o rabo", como disse Sylvie. Fatos de verão com mangas enroladas e pequenos quadradinhos de bolso; grandes bustiers de jersey em volumes exagerados feitos de jacquard de algodão. E misturados em materiais de arquivo com recursos de primeira linha como a Hurel em Paris.

Hellessy, finalista para a Woolmark Internacional de 2016 dos EUA, juntou-se ao CFDA em 2019. Ainda não teve grande impacto na Europa, mas já ostenta mega armazenistas como Neiman Marcus, Farfetch e Lane Crawford. Depois de muitos anos em Nova Iorque, Sylvie Millstein e o marido, um executivo de capital privado, pagaram recentemente 22 milhões de dólares por uma propriedade à beira-mar em Gables Estates, de acordo com websites imobiliários.

Assim, apanhámos Millstein num recente Zoom para revelar todas as coisas relacionadas com a Hellessy.  


Hellessy primavera-verão 2022 - Photo: Hellessy


FashionNetwork.com: Onde está exatamente?
Sylvie Millstein:
Desloquei a família para Miami, por isso em Coral Gables.
 
FNW: Mas radicou a sua maison no Soho?
SM:
Sim, o estúdio ainda lá se encontra em Lafayette [Street].
 
FNW: O que aprendeu nas marcas globais que aplica à Hellessy?
SM:
Trabalhei em moda como diretora de moda para a Chanel, e com a McQueen e Harrods  aprendi principalmente a trabalhar para grandes maisons. Estava prestes a assumir outro cargo de comercial sénior quando percebi a minha paixão em ser criativa e ter a minha própria marca.

FNW: Porquê o nome Hellessy?
SM:
Eu estava a ter os filhos e imaginava as roupas que iria usar na minha nova vida. Hellessy vem dos nomes dos meus dois filhos  Hendrix e Lennox.

FNW: Como começou a sua carreira como designer?
SM:
Não tinha conhecimento de como fazer uma peça de roupa, fazer moldes ou tecidos. Tive de bater às portas no distrito da moda. Fi-lo da maneira mais difícil. Mas ao longo dos anos fui aprendendo o que as mulheres queriam em termos de preço e de material. Comecei em 2012 mas demorei um ano a fazer uma coleção real, comercializando-a no meu próprio apartamento no Soho. Adoro o centro da cidade  a inspiração para a minha vida quotidiana e a fusão de energias. Visto uma mulher fresca do centro da cidade com um pouco de vantagem  que quer causar uma impressão e tem uma vida social ocupada, mas ainda assim projeta uma atitude descontraída.


Hellessy primavera-verão 2022 - Photo: Hellessy


FNW: O que quer que as pessoas pensem quando usam a sua coleção?
SM:
Eu quero dar poder às mulheres, para que as minhas ideias não venham de fantasias. Quero que as mulheres entrem nestas roupas  para se sentirem e ficarem bonitas e sensuais. Gosto de mangas compridas e de ousados decotes. Roupas que ela deseje tirar do seu guarda-roupa enquanto sai para almoçar. Esta estação, fui inspirada pela exposição de arte Superblue e pela instalação de James Tyrell em Miami. Isso influenciou realmente a coleção.

FNW: Tem algum plano para fazer roupa masculina?
SM:
Não, apesar de o meu marido perguntar. Mas eu adoro reinventar os clássicos, especialmente as camisas brancas masculinas. Na última coleção, fiz muitas de tamanho exagerado com bordados e buracos, por isso as mangas drapejaram lindamente.

FNW: De onde é em Paris?
SM:
De Versalhes e mudei-me para o Japão quando me formei na Business School. Sou meio-japonesa e acabei por me apaixonar e depois nunca mais saí. Comecei como compradora interno no Japão, que era então o nosso maior mercado e testemunhei uma enorme expansão  quando viajava para Paris uma vez por mês.


Hellessy primavera-verão 2022 - Photo: Hellessy


FNW: Onde passou as últimas três férias?
SM:
Turcas e Caicos (ilhas a sudeste das Bahamas); e Aspen no Colorado para desfrutar dos cumes e montanhas. Temos quatro rapazes com 12 e 10 anos e gémeos de quatro.

FNW: Os seus três designers favoritos?
SM:
Rick Owens tenho grandes arquivos de peças muito antigas! Adoro o que Demna está a fazer na Balenciaga; e Pierpaolo na Valentino para as cores.

FNW: E restaurantes?
SM:
Mr. Chow no Soho, Lure Fishbar e Sant Ambroeus.

FNW: Conduz automóvel?
SM:
Mudei-me agora para Miami e tenho de aprender!
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.