Hermès e a doçura de uma tarde de verão

Depois de desfilar no pátio do Hôtel de l'Artillerie em janeiro, a Hermès regressou ao pátio des Cordeliers, ocupado pela Escola de Medicina Pierre e Marie Curie, para apresentar a coleção masculina para a primavera-verão de 2019. Sobre pilhas de hortênsias, roupas secas foram penduradas num fio de uma janela a outra: camisas, cuecas, sweaters, meias ... Uma moldura familiar para um vestuário que é, em primeiro lugar, usável. Sofisticado, mas informal.


Ver o desfile
As cores da Hermès para o próximo verão - © PixelFormula

"Eu queria criar roupas reais para a vida real, para homens reais. Roupas para se sentir bem, mas também para despertar inveja e desejo. Um casual chic, sofisticado e muito sensual", explicou a diretora artística, Véronique Nichanian, que apresenta temporada após temporada um vestuário com elegância atemporal e moderna.

Sem meias, com sapatos encerados de laços ou sandálias de couro confortáveis, os modelos alternaram entre roupas de verão com um ar fresco, onde conforto e leveza sutilmente se aliavam com o luxo. Vestiram calças justas retas ou calças de fato de treino com fecho-éclair na altura do calcanhar, bermudas com roupas de tricot, t-shirts soltas abertas num dos ombros, blusões, corta-vento ou impermeáveis. 

Sob esta aparência simples esconde-se a essência do luxo Hermès, com materiais surpreendentemente preciosos. Além de casacos com fecho-éclair e capuz em couro de bezerro, lembrando seda, e outras em couro de cordeiro, nylon, com toque semelhante ao chiffon.


Ver o desfile
Hermès - primavera-verão 2019 - © PixelFormula

Também encontramos pele de cordeiro em fatos ultra-macios, enquanto pequenos casacos de camurça foram produzidos em quatro tons de cinza. O Toilbright, tecido leve, leve e impermeável criado pela casa, foi usado em camisas com capuz e mangas curtas e brilhantes.

As cores variaram de tons desbotados (como cimento, rosa envelhecido, bordeaux ou azul-acinzentado) a cores mais quentes e brilhantes. "Eu queria criar toques de vida com laranja, amarelo e turquesa, como uma chicotada ou um eletrochoque, gerando novas harmonias", ressaltou a designer.

Para a noite, por outro lado, a paleta girou em torno de tons brancos, beges e crus. O casaco de camurça foi usado diretamente sobre a pele. Uma malha de linho dévoré foi usada de forma despojada com uns calções brancos e sandálias, dando um ar louco ao homem Hermès. "É hora de tomar uma bebida ao final da tarde, na doçura de um final de verão…", disse Véronique Nichanian com um sorriso.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Luxo - AcessóriosLuxo - DiversosDesfiles
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER