×
306
Fashion Jobs
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
22 de out de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Hermès em franca recuperação no terceiro trimestre

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
22 de out de 2020

A Hermès reportou na quinta-feira uma recuperação nas suas vendas no terceiro trimestre, que subiram 7% a taxas de câmbio constantes (+4,2% em dados publicados), depois de terem caído 41,5% no trimestre anterior devido à pandemia de coronavírus. O seu volume de negócios totalizou 1,8 mil milhões de euros no trimestre. De janeiro a setembro, as vendas da empresa de luxo caíram 14%, para 4,288 mil milhões de euros.


A Hermès recuperou no seu terceiro trimestre - Reuters


Nos últimos três meses, o grupo de luxo, conhecido pelas suas carteiras em couro, afirma ter observado uma forte atividade nas suas lojas, uma dinâmica sempre positiva na Ásia, com salto de quase 30% das vendas na região da Ásia-Pacífico, excluindo o Japão, para 810 milhões de euros, e uma “melhoria significativa” em todas as outras regiões.
 
No Japão, as vendas aumentaram 11% após uma queda na mesma ordem no segundo trimestre. Em contrapartida, o volume de negócios caiu 23% em França para menos de 18 milhões de euros, ainda penalizado pela redução dos fluxos turísticos que não são compensados pelos clientes locais.

Relativamente às categorias de produtos, a marroquinaria-selaria registou uma subida de cerca de 8%, para 880 milhões de euros, no trimestre, tal como o vestuário e acessórios, que subiram 7% para 437 milhões de euros.

Já o segmento "sedas e têxteis" diminuiu, por seu lado, quase 23%. A surpresa chega por parte da categoria "outros negócios Hermès", que inclui as joias e os produtos Hermès Maison, cujas vendas aumentaram 42% para 185 milhões de euros.

Para 2020, a Hermès não fornece previsões quantificadas. No entanto, o grupo indica no seu comunicado: “O modelo artesanal fortemente integrado, a rede de distribuição equilibrada, a desejabilidade das nossas coleções e a fidelização dos nossos clientes tornam-nos confiantes no futuro e apoiam a retoma da atividade. A médio prazo, apesar do aumento das incertezas económicas, geopolíticas e monetárias em todo o mundo, o grupo confirma um objetivo de progressão do volume de negócios a taxas constantes ambiciosas.”

O grupo liderado por Axel Dumas multiplica também os seus anúncios de projetos de fábricas em França para fortalecer a sua capacidade de produção. Os resultados anuais da empresa serão apresentados a 19 de fevereiro.
 
Com a Reuters

Copyright © 2020 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.