×
326
Fashion Jobs
L'OREAL GROUP
Business Partner Dpp
Efetivo - CLT · Lisbon
ADIDAS
Senior Manager Non-Trade Procurement (m/ f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
HR Specialist - German Speaker (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
BWGROUP
Comercial Internacional - Espanha
Efetivo - CLT · BRAGA
ADIDAS
Financial Controller & Reporting Senior Specialist (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
JD SPORT
Demand Planner Retail
Efetivo - CLT · Alicante
ADIDAS
HR Controlling & Data Analytics Senior Specialist (m/ f
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Manager - Project Management & Strategy
Efetivo - CLT · Porto
SALSA
IT Sap Specialist fi/co e HR
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Gbs Senior Buying Specialist (m/ f) - French Speaker
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
General Ledger Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
L'OREAL GROUP
Digital Marketing Internship (Mass Market)
Estágio · Lisbon
L'OREAL GROUP
Marketing Internship (Active Cosmetics Division)
Estágio · Lisbon
JD SPORT
Logistics Trainee
Estágio · Maia
SALSA
Vendedores de Loja Reforço Natal Full-Time e Part-Time - Dolce Vita Tejo (m/f)
Efetivo - CLT · Amadora
SALSA
Vendedores de Loja Part-Time - Arrábida Shopping (m/f)
Efetivo - CLT · Vila Nova de Gaia
ADIDAS
Senior Transition Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Transition Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Tax Accountant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Gbs Retail Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Specialist Financial Structures Sap-co (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Senior o2c Customer Mater Data Specialist (m/f)
Efetivo - CLT · Porto

Horizonte 2025: mais receitas, mas menos emprego e empresas

Por
Jornal T
Publicado em
today 5 de dez de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

O cenário é de mudança para a indústria do têxtil e do vestuário e os próximos anos apontam para Portugal na liderança mundial em produtos de nicho e de alta gama. Uma perspetiva que acarreta menos emprego e a redução do número de empresas, mas também um crescimento nas vendas e nas exportações. São estas as principais conclusões do relatório “Novo Paradigma, Nova Estratégia”, apresentado a 4 de dezembro durante o Fórum Têxtil organizado pela ATP, onde o ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, marcou presença na abertura dos trabalhos.



O plano estratégico para o setor aponta para que nos próximos sete anos desapareçam cerca de duas mil empresas têxteis em Portugal, reduzindo-se também o número de trabalhadores dos atuais 138 mil para cerca de 110 mil. Em contrapartida, cresce o volume de negócios (estimativa de oito mil milhões) e as exportações, que podem ultrapassar os seis mil milhões de euros, depois do máximo histórico de 5,3 mil milhões registado em 2018.

Um cenário de eficiência que vem, afinal, na trajetória da última década. Desde 2009 que a faturação por trabalhador têxtil aumentou 50%, ao mesmo tempo que o número de trabalhadores da fileira caiu 6,5%, mas com o volume de negócios a aumentar  40% e as exportações 50%.

Uma evolução que deriva das características de  inovação, design e serviço que são cada vez mais a marca da nossa ITV, a par produtividade induzida pela tecnologia, modernização de equipamento e as melhorias organizacionais das empresas. Ou seja, Portugal deixou de competir pelo preço e quem não se moderniza e inova acaba inevitavelmente por ficar para trás.

No plano estratégico que esta tarde é apresentado pelo diretor-geral da ATP, Paulo Vaz, o aumento de vendas até 2025 decorrerá sobretudo do crescimento das exportações para fora da Europa, sobretudo EUA, Canadá e Ásia, enquanto a Europa deverá recuar substancialmente face aos 80% que representa atualmente. Os previsíveis efeitos do Brexit e a queda das exportações para Espanha – nos últimos dois anos já baixou a quota de 34% para 30% – sobretudo pelo desvio de encomendas da Inditex para destinos mais baratos, são as principais causas apontadas pelo estudo.

Copyright © Jornal T. Todos os direitos reservados.