×
284
Fashion Jobs
ADIDAS
Financial Controller & Reporting Senior Specialist (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
SALSA
IT Service Desk Specialist
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
JD SPORT
Demand Planner Retail
Efetivo - CLT · Alicante
JD SPORT
Iberia HR Business Partner
Efetivo - CLT · Madrid
ADIDAS
HR Controlling & Data Analytics Senior Specialist (m/ f
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Manager - Project Management & Strategy
Efetivo - CLT · Porto
 GRUPO CONSTANT SERVIÇOS EMPRESARIAIS, LDA.
Area Manager - Retalho/Moda (m/f) - Lisboa
Efetivo - CLT · Lisboa
ADIDAS
Sales Associate Centro Comercial Norteshopping
Efetivo - CLT · Porto
SALSA
IT Sap Specialist fi/co e HR
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Gbs Senior Buying Specialist (m/ f) - French Speaker
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
General Ledger Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
H&M
Senior Lawyer - Expansion Department
Efetivo - CLT · Barcelone
H&M
Print Design Assistant - h&m Home
Efetivo - CLT · Estocolmo
LION OF PORCHES
Editor de Imagem/Vídeo (m/f)
Efetivo - CLT · PORTO
LION OF PORCHES
Editor de Imagem (m/f)
Efetivo - CLT · PORTO
BIMBA Y LOLA
Vendedores - Coimbra
Trainee · COÍMBRA
ZILIAN
Sales Assistant
Efetivo - CLT · LISBOA
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- Guimarães Shopping (m, f)
Efetivo - CLT · Guimarães
SOPHIA KAH
Comercial
Efetivo - CLT · FELGUEIRAS
BOTTEGA VENETA
Sales Assistant
Trabalho temporário · LISBOA
CLAUDIE PIERLOT PORTUGAL
Vendedor(a) - 30h - CDD 6 Meses - Eci Lisboa H/F
Trainee · LISBONNE
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- Arrábida Shopping - Vila Nova de Gaia (m, f)
Efetivo - CLT · Porto

Hugo Costa 100% digital

Por
Portugal Textil
Publicado em
today 1 de jul de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

O designer de São João da Madeira vai, a curto prazo, abandonar o retalho físico para se dedicar exclusivamente ao comércio eletrónico. Em Paris, Hugo Costa revelou não só a coleção para a primavera-verão 2020, como também a nova estratégia para a marca.



Reconhecido pelo seu traço sem género, o designer quer que a sua insígnia homónima seja «a primeira marca portuguesa de autor 100% digital», revelou Hugo Costa ao Portugal Têxtil, à margem da apresentação da coleção Haenyeo, no âmbito da Semana de Moda Masculina de Paris. «Este evento em si é uma fase preparatória para o que vamos fazer a seguir», adiantou.

A ideia é, ainda no início do mês de julho, Hugo Costa lançar a sua loja própria online para, a curto prazo, viver apenas e só do mundo digital. Mesmo a coleção Haenyeo – que se inspira em mulheres que subvertem ideias pré-concebidas – estará à venda apenas online. «A coleção outono-inverno 2019/2020, que vamos colocar na loja online, será a última que existirá no retalho físico e no digital», explicou.

As peças de Hugo Costa vão, deste modo, deixar de estar disponíveis nos seus atuais pontos de venda em cidades asiáticas, como Xangai ou Hong Kong. «Estamos a falar de uma necessidade do presente. Sinceramente, acho que é o momento certo para nós e temos a equipa certa para assumir isto», garantiu.

O trampolim para todo o mundo

Uma vez disponível para compra online, a ideia de Hugo Costa é chegar a todo o globo. «Nós recebemos com muita frequência mensagens de pessoas de todo o mundo a perguntar onde podem comprar a marca. Não temos essa plataforma disponível. Não temos um acompanhamento tão próximo e tão direto. É uma grande lacuna para a marca», admitiu.

Baseando-se também em algumas experiências de vendas diretas no mercado digital, o designer acredita que este é o «futuro ideal para o projeto. Em algumas iniciativas que realizamos, como a Black Friday, os resultados são altamente satisfatórios a nível de vendas», confessou.

O criador de moda, que iniciou o seu percurso no espaço Bloom do Portugal Fashion, apresentou à Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE) a possibilidade de abandonar o retalho físico e, garante, «a ANJE foi recetiva, porque esta é uma necessidade do presente».

A ideia é, também com o apoio da ANJE, encontrar os marketplaces mais adequados para a marca. Para a project leader do Portugal Fashion, Mónica Neto, «o desafio do Hugo Costa, de se tornar uma marca de autor 100% digital e com isso chegar ao consumidor de uma forma mais direta, faz todo o sentido na atualidade, tendo em conta aquilo que as redes sociais vieram criar em termos de transformação de mercado. Obviamente vamos apoiá-lo nesta fase de transformação da marca», assegurou.

Copyright © 2019 Portugal Têxtil. Todos os direitos reservados.