×
374
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

HUUB lança programa de sustentabilidade para a moda

Por
Jornal T
Publicado em
today 6 de nov de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

A startup portuguesa HUUB gere um ecossistema de marcas slow fashion e quer liderar um movimento de transparência e otimização da pegada carbónica para a indústria da moda. O programa a dois anos é apresentado na Web Summit que está a decorrer em Lisboa até quinta-feira. Um conjunto de análises e métricas centradas no impacto da cadeia de abastecimento e nas matérias-primas prevê que, a dois anos, as empresas cuja logística é gerida pela HUUB tenham visibilidade sobre cerca de 70% da sua pegada ecológica.



Suportada pelas equipas próprias de analistas e cientistas de dados, a promoção da transparência carbónica contará com o contributo da matriz Environmental Profit & Loss, criada pelo grupo Kering para as suas marcas (Gucci, Saint Laurent, Balenciaga, Alexander McQueen). Adaptando a fórmula à realidade do seu ecossistema, a Huub conseguirá extrapolar resultados de forma a mostrar aos seus parceiros não só o impacto que têm na emissão de carbono, mas também o custo ambiental das suas matérias-primas, dois pontos críticos no caminho para uma moda mais sustentável.

Um serviço que vem acrescentar valor à oferta da HUUB e que passa a estar disponível, pela primeira vez, para qualquer marca, seguindo a lógica de democratização no mundo da moda que a startup tem perseguido.

“O primeiro passo para solucionar um problema é percebê-lo. É isso que queremos construir com as nossas marcas. Um programa que, numa fase inicial, permita identificar o impacto ambiental produzido e, numa segunda fase, definir as medidas de melhoria e otimização”, explica Luís Roque, cofundador e CEO da HUUB.

Copyright © Jornal T. Todos os direitos reservados.