Inditex (Zara): lucro dá salto de 28% no 1.º trimestre

A gigante espanhola do vestuário Inditex, proprietária da marca Zara, realizou no seu primeiro trimestre, findo em abril, um lucro líquido em alta de 28%, com 521 milhões de euros. Avanço permitido pelo crescimento das suas vendas.

Zara verão 2015

O grupo, que trava concorrência com a sueca H&M (Hennes&Mauritz) pela primeira posição mundial do setor, viu suas vendas aumentarem 17% neste mesmo período, ascendendo a 4,370 milhões de euros. Com taxas de câmbio constantes, o crescimento é de 13%. As vendas avançaram de maneira similar em todos os mercados onde a companhia está presente, garante a Inditex, com suas oito marcas, dentre as quais Massimo Dutti, Bershka ou ainda Stradivarius.
 
Com isso, os lucros ultrapassaram aqueles esperados pelos analistas consultados pela agência de informações financeiras Factset. Os analistas contavam em média com 510 milhões para os 3 primeiros meses do exercício. O grupo apresenta 8.850 empregos criados entre os primeiros trimestres de 2014 e 2015, desses 1.671 nm mercado espanhol que volta pouco a pouco a ganhar cores.
 
O grupo possui agora 6.746 lojas em 88 países, ou seja, 63 unidades mais que há um ano. O lucro líquido atribuído ao grupo avançou 5%, ascendendo aos 2,500 milhões de euros no exercício encerrado nos fins de janeiro. Com taxas de câmbio constantes, suas vendas aumentaram 11%.
 
O grupo fixou para 14 de julho sua assembleia geral anual. Ocasião de submeter aos acionistas a nomeação ao conselho diretivo de José Luis Duran. Ex-Carrefour, este dirigente deixou no início do ano seu posto de diretor-geral da Devanlay, fabricante e distribuidora sob licença da marca Lacoste. Ele substituiria assim Nils Anderssen, que não deseja prolongar seu mandato na direção.
 
Matthieu Guinebault (com AFP)

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirDistribuição
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER