Inditex testa novo logótipo para a Massimo Dutti

O grupo galego continua a lançar novidades nas suas marcas. Embora a gigante da fast fashion tenha esperado até ao final de janeiro para oficializar a evolução do logótipo da sua principal marca, a nova tipografia de linhas curvas que se sobrepõem já tinha sido utilizada pontualmente em comunicações e etiquetas de certas coleções cápsula. Agora, é a vez da Massimo Dutti. A quarta cadeia do grupo em volume de vendas surpreendeu com um novo logótipo, que até ao momento só foi utilizado na sua aplicação móvel.


Logótipo apresentado na aplicação (esq) e logótipo até agora utilizado pela Massimo Dutti (dta) - FNW

Na Inditex, nada é coincidência. Sob a sua estratégia baseada na descrição e na 'tentativa e erro', o grupo costuma filtrar as suas novidades timidamente para avaliar os resultados e, de seguida, consolidá-las ou deixar que desapareçam. Neste caso, a Massimo Dutti renovou o logótipo que acompanha a sua aplicação móvel. Do clássico escudo da marca para um círculo simplificado que engloba um "M" simples, sem serifas, combinado com um "D" deitado, que mantém a sua apresentação clássica.
 
Por seu lado, a Zara passou por uma mudança relativamente radical sob a direção criativa de Fabien Baron, com a apresentação do terceiro logótipo da sua história, coincidindo com o lançamento da campanha do fotógrafo Steven Meisel para a primavera-verão 2019. Uma evolução inserida no atual contexto de rebranding, impulsionado pelos novos logótipos de inúmeras casas de luxo. Embora a irmã mais velha do grupo tenha escolhido um logótipo com um ar mais barroco, indo contra a tendência minimalista do luxo, a Massimo Dutti coloca-se no meio termo entre a sua antiga imagem mais clássica e o seu novo posicionamento mais fresco, marcado pelo lançamento de uma oferta renovada de fragrâncias e pela aposta em flagships de 'alta gama' e caráter tecnológico.


Campanha 'By Numbers 2019' da Massimo Dutti - Inditex

Esta semana, a cadeia também apresentou a sua nova coleção 'By Numbers 2019', de espírito minimalista e inspirada nas paisagens da savana, onde o fotógrafo Lachlan Bailey imortalizou as peças. A campanha, já presente nas redes sociais e site da cadeia, foi concebida sob a direção criativa do Atelier Franck Durand, conhecido pelo seu trabalho com marcas como Roberto Cavalli ou Isabel Marant.

No primeiro semestre de 2018, a Massimo Dutti registou vendas no valor de 811 milhões de euros, superando os 791 milhões do mesmo período do ano anterior. A cadeia posicionou-se então como a quarta marca do grupo, atrás da Zara, Bershka e Pull & Bear. Com a introdução de um novo logótipo unicamente na sua própria aplicação móvel, a Massimo Dutti coloca-se em linha com a estratégia global do grupo, que pretende vender online em todos os países do mundo em 2020. A evolução dos planos postos em marcha no segundo semestre do exercício de 2018 será constatada até meados de março, quando a Inditex tornará públicos os seus resultados anuais.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirDistribuição
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER