×
704
Fashion Jobs
JD SPORT
Demand Planner_Sport Zone(m/f)
Efetivo · Maia
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo · Braga
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Direct-tO-Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Buyer - Spanish Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Apo (Snp/Ibp) Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Non-Trade Procurement Business Analysis (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Footwear Buyer
Efetivo · Alicante
JD SPORT
Apparel Buyer
Efetivo · Alicante
SACOOR BROTHERS
Fiel de Armazém (Storekeeper) - c. Comercial Colombo (m, f)
Efetivo · Lisboa
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant - c. Comercial Norteshopping (m, f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist - People Services - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
JD SPORT
Demand Planner (m/f)
Efetivo · Maia
ADIDAS
Manager Gbs Delivery Excellence - Resource Planning (M/F/D) -Porto/Herzo
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Specialist Reporting & Analytics (M/F/D) - Direct to Consumer Ecommerce
Efetivo · Porto
ADIDAS
Manager Gbs Delivery Excellence - Resource Planning (M/F/D) -Porto/Herzo 1
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - Mobility (M/F/D)
Efetivo · Porto
Publicado em
25 de nov. de 2014
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Indústria: o fim do fornecimento 'low cost'?

Publicado em
25 de nov. de 2014

No momento em que os salários aumentam de maneira global nos países produtores, o fornecimento têxtil a baixo custo torna-se um desafio cada vez mais complexo. É o que sublinha um relatório do Boston Consulting Group, que convida os industriais da fileira têxtil a abandonar a sua estrutura baseada na pressão dos custos com operários.


“Durante décadas, os fabricantes de vestuário trabalharam com a hipótese de que os custos de mão de obra deviam ser mantidos tão baixos quanto o possível para que as roupas fossem produzidas com preços competitivos”, explica o BCG. Esta crença amplamente difundida levou a indústria a deslocar-se de um país para outro em função do aumento dos custos do trabalho. “Um dia, e talvez em breve, essa viagem chegará ao seu fim”.

Para a consultadoria internacional, a otimização das ferramentas de produção existentes vai tornar-se o fator-chave da redução dos custos de produção. Três chaves são dadas: a inovação, que deve permitir o aumento da eficiência dos processos; a colaboração, em particular para a adoção de medidas padronizadas que tornem os custos mais transparentes; e a proliferação, a fim de administrar mais ativamente as necessidades de matérias-primas.


Por ora, o BCG não vê mais futuro na busca desenfreada por baixos custos de salários, citando as questões que cercam a Birmânia e os problemas de eficiência vistos entre operários pouco qualificados e quase sempre subequipados. Falhas de infraestruturas atingindo a eletricidade, a água, ou mesmo diretamente a segurança fazem com que o BCG liste dramas, como aquele do Rana Plaza no Bangladesh.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.