×
307
Fashion Jobs
Publicado em
16 de nov. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Infarmed suspende comercialização de cosméticos da marca lisboeta Manubela

Publicado em
16 de nov. de 2022

A Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed) anunciou, na segunda-feira (14 de novembro), que ordenou a suspensão imediata da comercialização e retirada do mercado português de todos os produtos cosméticos da marca Manubela de Manuela Pereira, sedeada na Pontinha.


Anabela Pereira (ao centro), mentora da Manubela - Manubela Cabeleireiros de Anabela Pereira / Facebook


A dona da empresa não se conforma. Conhecida por ser cabeleireira de várias celebridades, reage nas redes sociais, onde explica que se trata de uma denúncia sobre um sérum, que levou a uma fiscalização. Em comunicado, a empresa garante que mal tomou conhecimento da situação, procedeu à "correção de todas as não conformidades detetadas" para retomar "a garantia de segurança e qualidade" que confirma ser a fama da sua marca.

Segundo Anabela Pereira: "Os produtos são ótimos, são excelentes (...). É uma questão de papéis e uma questão de dias", diz, garantindo que a segurança dos mesmos não se põe em causa.

A própria concorrência adepta destes produtos, o Cabeleireiro Genevieve de Odivelas, comenta em defesa: "Tanto alarido meu Deus; o que este país havia de fazer e que não faz é fiscalizar vários salões que não estão dentro dos conformes da lei; (...) a inveja é tramada mas acredito na justiça porque só falta um papelinho para poderes novamente repor todos os produtos na revenda e nos nossos salões! Isso só te veio dar mais garra e força amiga porque eles não sabem o furacão que existe dentro de ti", pode ler-se na página de Instagram @manubelabeautystore.


Excerto do comunicado da Manubela publicado nas redes sociais - Manubela Cabeleireiros de Anabela Pereira / Facebook


No âmbito de uma ação de fiscalização de mercado, a Infarmed constatou a existência no mercado nacional de produtos cosméticos que não cumprem vários requisitos com a chancela Manubela, cuja responsável é a empresa Manubela Beauty Store Unipessoal, Lda.

Apesar de a empresa "ter informado que já iniciou a adoção de medidas necessárias para a correção das não conformidades verificadas", os produtos cosméticos da marca Manubela "não devem ser colocados no mercado, comercializados ou utilizados", assegura ainda a Infarmed em comunicado de imprensa.

Desta forma, a autoridade determina que "as entidades que disponham destes produtos não os devem disponibilizar" e que "devem contactar a empresa Manubela Beauty Store Unipessoal. Lda", se quiserem obter mais informações, aconselhando também que aqueles que possuem estes produtos "não os devem utilizar".
 

Copyright © 2023 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.