×
307
Fashion Jobs
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
25 de out. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Inter Parfums regista recorde de vendas no terceiro trimestre graças às operações nos Estados Unidos e às suas novas marcas

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
25 de out. de 2022

A gigante das fragrâncias Inter Parfums Inc. anunciou na segunda-feira um aumento de 7% nas vendas do seu terceiro trimestre - os três meses encerrados a 30 de setembro - graças ao crescimento de dois dígitos nas operações da empresa nos Estados Unidos e às marcas mais recentes.
 
A empresa indica que as vendas líquidas do terceiro trimestre subiram para um recorde de 280 milhões de dólares, um aumento de 7% em relação aos 263 milhões de dólares (266,62 milhões de euros) do terceiro trimestre de 2021. A taxas de câmbio comparáveis, as vendas líquidas do terceiro trimestre aumentaram 12%.


Ferragamo


O aumento das vendas no terceiro trimestre teve em conta o crescimento orgânico das vendas de 3%, 9% devido às novas marcas e a um impacto negativo de 5% da conversão de câmbio, segundo a empresa.
 
Nos primeiros nove meses do ano, as vendas aumentaram 16%, para 776 milhões de dólares (786,68 milhões de euros). No acumulado do ano, a melhoria na linha principal reflete o crescimento orgânico das vendas de 13%, com 8% atribuível às novas marcas e um impacto negativo de 5% da conversão de moeda, acrescentou a empresa.

Por região, os produtos norte-americanos aumentaram 45%, para 98 milhões de dólares (99,35 milhões de euros), enquanto as vendas de produtos europeus caíram 4%, para 198 milhões de dólares (200,73 milhões de euros). No total do ano, até agora as vendas nos Estados Unidos aumentaram 62%, enquanto as europeias aumentaram 4%.

Jean Madar, presidente e CEO da Inter Parfums, disse: "Vários fatores contribuíram para o crescimento da receita das nossas operações nos Estados Unidos no terceiro trimestre. As nossas novas marcas, Ferragamo, Donna Karan e DKNY, responderam por 41% do lucro, enquanto o crescimento orgânico de marcas estabelecidas como Guess, Oscar de la Renta, Hollister e Abercrombie & Fitch foram responsáveis por grande parte do saldo. As vendas da Donna Karan/DKNY só começaram no final de julho, pelo que, no decorrido até agora este ano, as novas marcas contribuíram com 36% para o crescimento das nossas vendas, enquanto as marcas estabelecidas contribuíram com o restante."
 
Madar acrescentou: “Em euros, as operações europeias aumentaram as vendas em 12%, já que as nossas três maiores marcas, Montblanc, Jimmy Choo e Coach, melhoraram o desempenho do terceiro trimestre do ano passado em 11%, 32% e 3%, respetivamente. As nossas marcas de médio porte, como Kate Spade, Rochas, Boucheron, Van Cleef & Arpels e Karl Lagerfeld, também obtiveram crescimento nas vendas em relação ao trimestre. Apesar disso, a queda de 17% no tipo de câmbio médio entre o euro e o dólar mascarou este aumento das vendas, pelo que registámos uma queda de 4% nas vendas de produtos europeus em dólares no terceiro trimestre."
 
A empresa reconhece que o crescimento trimestral foi "modesto" em comparação com os trimestres anteriores, acrescentando que enfrentou "comparações significativas, uma vez que o terceiro trimestre de 2021 cresceu 64%”. E acrescenta: “Continuamos a ter problemas na cadeia de aprovisionamento que empurraram a entrega de certos conjuntos de presentes de Natal para o quarto trimestre.”

No entanto, as suas operações em Itália continuam plenamente operacionais, e a empresa acrescenta que a Ferragamo está a caminho de ser a sua “segunda maior marca sob a bandeira das operações nos Estados Unidos este ano”. Michel Atwood, CFO da Inter Parfums, concluiu: “Também continuamos a registar um forte impulso no nosso negócio de  travel retail  e a nossa pequena, mas crescente operação de serviços de viagem começou a mostrar uma boa perspetiva."

Copyright © 2023 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.