×
Por
AFP
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
9 de dez. de 2021
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Interparfums eleva previsões de vendas e margem para 2021

Por
AFP
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
9 de dez. de 2021

O grupo francês Interparfums, criador e operador de perfumes de prestígio, volta a elevar as suas previsões de vendas para 2021, elevando igualmente a sua previsão de rentabilidade, sem contudo elevar os seus "objetivos para 2022", devido a uma "falta de visibilidade", conforme anunciou na quinta-feira, 9 de dezembro.


Perfume Girl da Rochas - Interparfums


O grupo aumenta também a sua projeção de margem operacional para 2021, que deverá "chegar a 16%", em vez de cerca de 15%, conforme anunciado em novembro, segundo um comunicado do grupo.
 
Philippe Benacin, presidente e diretor-geral do grupo, declarou: “É verdade que o nosso crescimento é mais sustentado do que o previsto neste final de 2021. No entanto, face à atual falta de visibilidade, mantemos, por enquanto, os nossos objetivos para 2022 construídos com base num orçamento de vendas de 565 milhões de euros."

A Interparfums espera agora um volume de negócios "que se aproximará dos 550 milhões de euros", contra uma estimativa anterior "entre 520 e 530 milhões de euros" anunciada em meados de novembro. Em 2021, o grupo tem como meta um aumento "de quase 50% em relação a 2020 e 13-14% em relação a 2019".
 
A Interparfums, que detém nomeadamente as licenças da Lanvin, Boucheron, Rochas, Montblanc e Jimmy Choo, já havia revisto em alto as suas perspetivas três vezes este ano.
 
As vendas anuais da empresa atingiram 484 milhões de euros em 2019.

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.