×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
11 de set. de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Interparfums prevê vendas de 300 milhões de euros em 2020

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
11 de set. de 2020

No primeiro semestre de ano fiscal de 2020, a Interparfums registou uma queda de 67% no lucro líquido, para 8,9 milhões de euros, afetada pela crise do coronavírus COVID-19 e pelo fecho de lojas no mundo inteiro. O lucro operacional da empresa francesa, especializada em fragrâncias licenciadas (Montblanc, Jimmy Choo, Coach, entre outras), caiu também, drasticamente, de 73%, para 10,4 milhões de euros. A margem operacional do grupo atingiu, assim, 7,5%, face a 16,4% no mesmo período do ano anterior.


As fragrâncias Coach registaram vendas de 33,6 milhões de euros no primeiro semestre de 2020, uma queda de 18% - Interparfums


“É óbvio que os nossos resultados do primeiro semestre foram fortemente afetados pela conjuntura económica. No entanto, refletem a força do nosso modelo operacional e a capacidade de manter um nível satisfatório de lucros num ambiente degradado”, declarou Philippe Santi, vice-gerente geral da Interparfums.

Em julho, o grupo divulgou um volume de negócios semestral de 139,3 milhões (-41%). Tendo em conta o panorama de algumas das suas marcas, os executivos do grupo estimam que os resultados se manterão, apesar da contração da atividade. É o exemplo da Montblanc, a liderar o portfólio, que registou uma queda de 50% nas vendas para 36,2 milhões de euros, conseguindo preservar os seus resultados a nível global.

A Interparfums, em particular, cortou ou adiou os custos de marketing e de publicidade até 2021. O grupo explicou, também, que manteve os empregos mas, reduziu a remuneração variável prevista, bem como a participação nos lucros.


Montblanc registou uma queda de 50% nas vendas, conseguindo preservar os resultados a nível global - Montblanc


“As medidas tomadas, desde o início, permitiram-nos superar este período de crise da melhor forma possível, e atingir um semestre satisfatório perante a conjuntura. Alguns indicadores, como a melhoria do número de pedidos, parecem indicar uma recuperação gradual. Ao menos que a situação se desenvolva de forma contrária, prevemos um volume de negócios, para o ano de 2020, perto dos 300 milhões de euros”, explicou Philippe Benacin, presidente executivo da Interparfums.

Vale a pena lembrar que, em novembro de 2019, o grupo previa vendas de 500 milhões de euros para 2020. Como é importante destacar que o montante de fundos próprios da Interparfums é de 474 milhões de euros e representa 83% do balanço total.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.