×
360
Fashion Jobs
LION OF PORCHES
Diretor(a) de Marketing / Marketing Director
Efetivo - CLT · PORTO
TIFFOSI
Comprador de Moda (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
SALSA
IT Retail Systems Specialist – Oportunidade de Suporte e Participação em Projetos de IT
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
SALSA
IT Development Specialist – Oportunidade de Fazer a Diferença no Dia a Dia do Utilizador Final
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
TIFFOSI
Area Manager (m/f)
Efetivo - CLT · Faro
JD SPORT
Stock Financial Controller
Efetivo - CLT · Alicante
JD SPORT
Demand Planner
Efetivo - CLT · Alicante
MINGA LONDON
Criador de Conteúdos Digitais/ Fotógrafo
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
CLAUDIE PIERLOT PORTUGAL
Vendedor(a) - 20h - CDI - Lisboa Colombo - H/F
Efetivo - CLT · LISBOA
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- c. c. Colombo (m, f)
Efetivo - CLT · Lisboa
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- c. c. Alegro Alfragide (m, f)
Efetivo - CLT · Lisboa
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- Strada Outlet Odivelas (m, f)
Efetivo - CLT · Lisboa
SACOOR BROTHERS
Sales Assistant- Arrábida Shopping - Vila Nova de Gaia (m, f)
Efetivo - CLT · Porto
CLAUDIE PIERLOT PORTUGAL
Vendedor(a) - 10h - CDI - Porto Norte - H/F
Efetivo - CLT · VILA NOVA DE GAIA
BOUTIQUE DOS RELÓGIOS
Assistente de Vendas - Cascais
Efetivo - CLT · CASCAIS
BOUTIQUE DOS RELÓGIOS
Sales Assistant
Efetivo - CLT · LISBOA
LOJA DAS MEIAS
Sales Assistant Loja Das Meias - av. da Liberdade
Efetivo - CLT · LISBOA
ZADIG&VOLTAIRE
Sales Assistant 25h Porto
Trabalho temporário · PORTO
MAJE
Vendedor(a), 20Hrs - Eci Lisboa
Trainee · LISBOA
VALÉRIUS
3d Fashion Designer Intership
Estágio · BARCELOS
BIMBA Y LOLA
Vendedores - Lisboa
Trainee · LISBOA
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
22 de abr de 2021
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Interparfums: vendas sobem 28% no primeiro trimestre

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
22 de abr de 2021

Após ter visto um quarto do seu volume de negócios amputado em 2020, o grupo Interparfums registou um aumento de 28% no volume de negócios a taxas de câmbio correntes no primeiro trimestre (+34% a taxas câmbio constantes), situando-se em 132,6 milhões de euros. A administração felicita o regresso aos níveis anteriores à crise.


Interparfums


Sendo a segunda atividade mais rentável do grupo, a Jimmy Choo cresceu 53% face ao primeiro trimestre de 2020, para 30 milhões de euros. Alcançando a primeira atividade do grupo, a Montblanc atingiu os 32,5 milhões de euros graças a um aumento de 17%. Ficou, no entanto, longe dos 40,7 milhões de euros do primeiro trimestre de 2019. As fragrâncias Coach registaram receitas estáveis, em 26,2 milhões de euros.
 
Seguem-se as fragrâncias Lanvin, que estão a recuperar: depois de caírem de 14 para 8,4 milhões de euros entre 2019 e 2020, apresentam um crescimento de 75% no primeiro trimestre de 2021, com 14,6 milhões de euros. Lançado recentemente, o negócio Kate Spade totalizou, por sua vez, 5,2 milhões de euros no período, à frente da Boucheron (+41%), Karl Lagerfeld (+65%) e Van Clef & Arpels (+20%), cada um com entre 4,6 e 4,2 milhões de euros. As restantes marcas operadas pela Interparfums apresentam vendas acumuladas de 2,4 milhões de euros.

Geograficamente, os indicadores são verdes em quase todo o lado ao longo deste trimestre, exceto na Europa Ocidental. Zona “afetada pelos diferentes confinamentos, nomeadamente no Reino Unido, Alemanha e Itália”, indica a direção, “e por uma base de comparação desfavorável ligada aos lançamentos das linhas Coach Dreams e L'Homme Rochas no início de 2020”.

No entanto, o grupo apresentou um aumento de 45% no volume de negócios na América do Norte e até 66% nos Estados Unidos, em particular graças ao lançamento de I Want Choo. A Ásia cresceu 36%, regressando aos níveis do primeiro trimestre de 2019. Já o Leste Europeu registou uma explosão de 97%, um sinal da retoma da atividade local, possibilitada nomeadamente pelos perfumes Lanvin.
 
Philippe Benacin, CEO da Interparfums, declarou: “Embora este excelente início de ano (…) confirme o nosso otimismo para os próximos meses, ainda é difícil extrapolar esta tendência para os próximos trimestres, dada a atual falta de visibilidade. Neste momento, antecipamos um volume de negócios na ordem dos 440 milhões de euros para o exercício de 2021, um aumento de 20% em relação a 2020.”
 
O grupo viu o seu volume de negócios desabar 24,1% em 2020, para 367 milhões de euros, devido à pandemia de Covid-19. O seu lucro líquido, por sua vez, caiu 39%, para 30,7 milhões de euros (33,8 milhões de francos suíços).

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.