Investidor qatari do El Corte Inglés aumenta participação e torna-se terceiro acionista

http://pt.fashionnetwork.com/news/El-Corte-Ingles-Nuno-de-la-Rosa-nomeado-presidente,987766.html#.W0N8gvZFzIUO El Corte Inglés continua a atravessar um período de mudanças. A mais recente acontece esta semana, com o investidor qatari do grupo, Sheikh Hamad bin Jassim bin Jaber al Thani, a assumir o controlo de 12,25% do capital da empresa.


Um dos centros El Corte Inglés - El Corte Inglés

De acordo com o jornal económico Expansión, o antigo primeiro-ministro do Qatar, conhecido como HBJ, tornar-se-á no terceiro acionista da empresa, logo atrás da Fundação Ramón Areces, que controla mais de 37% do capital, e da Carteira de Valores IASA, que tem mais de 22%.

A razão pela qual este investidor aumentará a sua participação no El Corte Inglés encontra-se no passado. Em 2015, HBJ concedeu um empréstimo de mil milhões de euros à empresa, com a opção de os trocar por 10% da participação na mesma até um prazo limite: o dia 12 de julho de 2018.

Os restantes 2,25% serão provenientes dos juros do empréstimo, que ascendem a 225 milhões de euros. A percentagem de 12,25% poderá aumentar mais um ponto caso os objetivos de Ebitda da empresa não sejam atingidos, algo viável, dada a trajetória do El Corte Inglés nos últimos anos, segundo refere o Expansión.

Por fim, caso a empresa finalmente entre no mercado de ações, se o seu valor de mercado for inferior a 10 mil milhões de euros, o investidor qatari terá direito a mais 1%.

As últimas semanas têm sido agitadas para o El Corte Inglés, com a destituição de Dimas Gimeno como presidente e a nomeação de Nuño de la Rosa para o cargo. Nestes processos internos, HBJ permanece à margem, mas poderá envolver-se mais na gestão da empresa para garantir a sua viabilidade e, assim, zelar pelos seus interesses.

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - DiversosNegócios
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER