×
302
Fashion Jobs
DIRETOR(A) INDUSTRIAL
Diretor(a) Industrial
Efetivo · MONACO-VILLE
GIANNI KAVANAGH
PR / Influencers Management
Efetivo · BRAGA
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services Bik - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Comprador de Vestuário (m/f)
Efetivo · Porto
CONFIDENCIAL
Country Manager Iberica Textile
Efetivo · PORTO
SALSA
Ecommerce Product Manager – Desenvolvimento do Negócio Digital da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
SPORT ZONE
Marketplace Business Developer (m/f)
Efetivo · Maia
SALSA
Ecommerce Product Specialist – Oportunidade de Especialização em Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Gestor de Produto (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - General Admin - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Director Gbs Accounting & Tax Europe (m/f)
Efetivo · Porto
DAMA DE COPAS
Consultora de Lingerie
Efetivo · PORTO
THE KOOPLES
Sales Assistant 16h - Eci Lisbon
Efetivo · LISBOA
EMPRESA DE MODA NO SETOR DO LUXO
Vendedor/a de Loja de Gama Alta
Temporario · LISBOA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Foz Plaza - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Figueira da Foz
COURIR PORTUGAL
Sales Assistant - Coimbra cc Forum Coimbra - CDI - Part-Time - 20h - m/h
Efetivo ·
COURIR PORTUGAL
Sales Assistant - Lisboa cc Chiado - CDI - Part-Time - 20h - m/h
Efetivo · LISBOA
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
8 de abr. de 2022
Tempo de leitura
6 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Israel Fashion Week: duas gerações opostas e uma grande escola de moda Shenkar

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
8 de abr. de 2022

Telavive, uma capital high-tech, bem como uma cidade de praia com reminiscências de Miami, Jersey Shore  e Munique, captada entre duas gerações de designers aí a trabalharem para ganharem reconhecimento na cena internacional.


Israel Fashion Week - Foto: Shenkar - DR


Metade dos seus designers olham muito claramente para a Europa, especialmente para as cidades de Londres e Paris, criando roupas sofisticadas para a noite e para eventos grandiosos. O resto concentra-se na cena local, e recorre ao vestuário de rua de luxo americano.
 
Telavive também está fisicamente dividida. Um belo distrito alargado ao longo da costa, com os seus preciosos edifícios de apartamentos Bauhaus, construídos por arquitetos modernistas da Alemanha que importaram e subtilmente afinaram o estilo entre as duas grandes guerras. O interior, a alguns quilómetros a leste, é um distrito em expansão de edifícios técnicos cibernéticos, torres de apartamentos suíços e museus, teatros e salas de concerto finamente construídos, que recordam o Lincoln Center em Nova Iorque. O que em parte reflete a rápida mudança da capital, onde o estilo inicial do emigrante europeu foi substituído por uma abordagem mais casual do vestuário desportivo americano.

Uma mistura dos dois foi vista num grande desfile conjunto realizado por estudantes da Shenkar, a principal faculdade pública de arte e design de Israel e a alma mater de Alber Elbaz. O desfile foi encenado no interior do Hanger 11, o centro nevrálgico dos quatro dias da Israel Fashion Week, onde público de 800 pessoas o viu como um triunfo. Dezenas de modelos em voga desfilaram em duetos, e depois posaram ao longo da passerelle, enquanto cerca de 15 jovens estilistas dançavam ao longo do desfile após a exibição de dândis da subcultura Cyberpunk, fantasias desconstruídas; rebelião gótica; o chique sobrevivente mas desleixado.
 
Os aplausos foram ensurdecedores. E com razão, porque, francamente, este desfile foi tão criativo como o de fevereiro em Londres dos estudantes do Central Saint Martins, amplamente considerado como a melhor instituição de ensino superior em Moda do planeta.
 
No entanto, em Israel, a divisão preserva o grande estilo e nem sempre em linhas geracionais, como os dois jovens designers emergentes que apresentaram as coleções na segunda-feira (4 de abril).
 
Rotem: a altura dos vendavais em Haifa


IFW - Foto: Rotem - DR


Rotem by Rotem Shaul foi uma exposição de moda historicista, onde governantes cool conheceram professores académicos. Foi possível a Rotem Shaul jogar com o melhor deles, e os seus vestidos de chita com rufos e blusas góticas mostraram-se divinais. Shaul é também um alfaiate de sucesso, cujos blazers e casacos apresentaram verdadeira graça. Para momentos mais grandiosos, em que uma senhora precisa de um pouco de garra, a Rotem é um destino ideal.
 
Genish: não será silenciada


IFW - Foto: Genish - DR


A fonte da inspiração de Aharon Genish é muito sombria: o abuso de crianças em famílias ultraortodoxas, como aquela realidade em que cresceu. Mas o resultado são roupas de gosto considerável, vestidos e camisas de noite despreocupados e ondulantes; rematados por gravatas, retalhos de tecido e arcos imensos. Um cerimonial chique amarrotado e reunido com grande desfaçatez, como a resposta com graça do designer individual ao sofrimento pessoal. E no caso de não se ter recebido a mensagem, a banda sonora ecoou com Leonard Cohen a cantar You Want It Darker.
 
Kesh: beachwear acidental

Um carro clássico Alfa Romeo 1750 entrou na passerelle, depois de um ou dois para-lamas em choque, preparou o palco para a Kesh, uma coleção à beira-mar orientada para a pop que conseguiu ter alguns momentos positivos.  Esta marca sedeada em Telavive foi fundada em 2018 pelo sul-africano israelita Keshet Shapiro, muito embora seja fabricada na Letónia. A obsessão de Shapiro por desportos radicais e hip hop levou à impressão de tops impressionistas masculinos e mini vestidos femininos; calções de bolso com logótipo e camisas com imagens de monstros pop.

Tal como muitas marcas israelitas, a Kesh tem um negócio de comércio eletrónico fácil de usar.
 
Embora as T-shirts mais confortáveis para usar em Israel tenham vindo do Torso, um puro player de comércio eletrónico, cujo algodão orgânico produzido localmente se sente tão confortável e respirável como o ar.
 
Weksler: refugiados de uma discoteca banida

A Weksler apresentou-se com tudo virado de cabeça para baixo e cheio de buracos, mais parecendo o seu elenco acabado de sair de uma discoteca bombardeada. Eles a ostentarem pullovers como roupa interior; ou elas com vestidos camisola estampados de granadas de mão. Todas cosidas em retalhos de tecidos contrastantes. Eles com máscaras de retalhos costuradas, como se The Thing fora do Pulp Fiction tivesse conseguido um passe para ir a uma festa rave.
 
Numa palavra, se está à procura de um belo fato para usar na cerimónia Bar Mitzvá (filho do mandamento), que insere o jovem judeu como um membro maduro na comunidade judaica, a Israel Fashion Week não é o destino certo.
 
O que se pode obter são novas visões arrojadas e mesmo descaradas, especialmente da Shenkar. Localizada no interior a alguns quilómetros, esta faculdade pública em Ramat Gan é formada por um grupo de edifícios decrépitos, embora abençoados com um interior de alta tecnologia.
 
No seu centro, encontra-se Michal e Avraham Kadar Medialab, um avançado centro de investigação experimental de moda, com tecnologia de ponta. A engenhosa arquitetura retro-fit premiada foi concebida pela Geotectura, que construiu o laboratório dos media quase suspenso dentro de um edifício com 90 anos de idade. Os estudantes podem experimentar impressoras digitais 3D super modernas da Stratus, a empresa israelita que lidera a indústria. Uma colaboração recente com o MIT também foi lançada com uma incubadora de jogos para estudantes de ambas as escolas.


O Kadar Media Lab Building - DR


Michal Kadar, graduada pela Shenkar, também é uma brilhante designer de joias. Os seus designs modernistas e flexíveis de joias finas flexíveis para a sua marca Cadar são inspirados na flora e plantas levantinas e comercializam-se na loja de departamentos de luxo Bergdorf Goodman.
 
Os estudantes da Shenkar também podem beneficiar da impressão de alto desempenho, por cortesia da Kornit, o principal patrocinador da época da moda, cujas máquinas avançadas conquistaram o fabricante de impressoras tecnológicas com mais de 1300 clientes internacionais. Esta capacidade de personalizar as estampas esteve bem patente no desfile de moda dos estudantes da Shenkar.


IFW - Foto: Shenkar - DR


Aqueles que olhavam para Paris mostravam fatos de calças em crepe esculpidos com laterais recortadas, gabardinas de grandes dimensões impressas com peónias abstratas. Outros estudantes referenciaram a cultura beduína, com vestuário de capuz usadas com calças de praia. Alguns criaram estampas de selva ao estilo Mark Rothko, vistas em calções, T-shirts e casacos safari. Houve mesmo uma renovação digna de Yamamoto do clássico fato do judaísmo ortodoxo, mas feito com calças indianas Dhote e mangas reforçadas.
 
Uma tendência rival e contrastante contrasta com as ideias de vanguarda asiáticas ou anglo-saxónicas. Como uma jovem mártir cujo espartilho em couro e extensões nas costas recordava Craig Green; ou uma manta de retalhos numa capa jelaba com capuz / camisas de riscas da avô. Havia também um conjunto super desconstruído de kilt plissado cortado, sobreposto por casaco duplo de um lado e túnica vermelha sangue do outro: Sacai para os levantinos.
 
Desde a trágica morte de Elbaz por motivo de COVID-19 na primavera passada, tem havido uma procura silenciosa de um novo talento para defender a moda israelita. Shenkar é inevitavelmente onde a maioria acredita que ele ou ela irá emergir. Embora ainda não se saiba se será outro Alber Elbaz, ou talvez uma versão israelita de Virgil Abloh.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.