×
262
Fashion Jobs
LION OF PORCHES
Vitrinista (m/f)
Efetivo - CLT · LISBOA
SALSA
SEO Specialist
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Senior Manager HR - Global Business Services Porto (M/F/D)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
HR Controlling & Data Analytics Senior Specialist (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
FARFETCH
Senior Stylist
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
FARFETCH
Stylist Browns
Efetivo - CLT · PORTO
¡ÁNIMO, VALIENTE!
Fashion Deconstruction Lover
Estágio · BARCELONA
DECENIO
Stylist (m/f)
Efetivo - CLT · VILA DO CONDE
MINGA LONDON
Coordenador de Produção / Encomendas Textil
Efetivo - CLT · GUIMARÃES
UNREAL FIELDS
Business Developer And Customer Support Intern
Estágio · LISBOA
ADIDAS
Senior o2c Customer Master Data (m/f) - Italian Speaker
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Junior Controller & Reporting Specialist (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Accountant (m/f) - Fixed Assets
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
Accounting Team Leader (m/f)
Efetivo - CLT · Porto
ADIDAS
o2c Credit And Collections Specialist
Efetivo - CLT · Porto
SALSA
Vendedores de Loja Part-Time - Madeira Shopping (m/f)
Efetivo - CLT · Funchal
SALSA
Salsa Gerente de Loja – Parque Atlântico – Encontra Aqui a Tua Paixão
Efetivo - CLT · Ponta Delgada
SALSA
Consolidation & Reporting Specialist - Equipa Com Experiência e Vitalidade
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
SALSA
Engenheiro Civil - Oportunidade Internacional Plena de Aventura e Dinamismo
Efetivo - CLT · Vila Nova de Famalicão
SALSA
Vendedores de Loja Part-Time - Campera Outlet (m/f)
Efetivo - CLT · Carregado
ZARA HOME
Responsavel Loja Lisboa
Efetivo - CLT · LISBOA
SALSA
Estágio Curricular - People & Talent
Estágio · Vila Nova de Famalicão

Itália fecha atividades não essenciais de produção

Por
Ansa
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
23 de mar de 2020
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

O novo recorde de vítimas mortais por COVID-19, em Itália, obrigou o primeiro-ministro Giuseppe Conte a apertar as medidas para conter o contágio. "Devemos fechar, no país inteiro, todas as atividades de produção que não sejam necessárias, para garantirmos bens e serviços essenciais", anunciou Conte na última mensagem à nação, que foi transmitida na noite de 21 de março.
 
O primeiro-ministro suspendeu, até 3 de abril, as atividades de produção, industriais e comerciais para fazer frente à emergência de COVID-19. Excluindo, portanto, uma série de atividades contidas numa lista de 97. As empresas terão três dias (ou seja, até 25 de março), para a suspensão, "incluindo o embarque de mercadorias em stock", disse, lendo o texto.


Conte pára toda a atividade comercial em Itália - intervention en direct sur Facebook, du 11 mars 2020


O Presidente do Conselho, que falou da "crise mais grave desde a Segunda Guerra Mundial", sublinhou ainda que se trata de uma "decisão difícil, mas necessária. O Estado, no entanto, está lá. Unidos vamos ter sucesso".
 
Conte ordenou o encerramento das fábricas, “como pediram as regiões do norte, as mais afetadas pela pandemia. Fora das atividades essenciais", continuou, "só vamos permitir atividades inteligentes de trabalho e produção relevantes para o país. Vamos reduzir o motor produtivo de Itália, mas não vamos pará-lo".

Dentro das empresas, todas as cadeias de abastecimento consideradas essenciais permanecem ativas e, portanto, ligadas aos sectores da alimentação e transporte, farmacêutico e biomédico. Por outro lado, a redução das atividades ligadas à Administração Pública foi reduzida, embora os serviços ligados à saúde, defesa e educação continuem abertos. As bancas e tabacarias mantêm-se, também, em funcionamento, para além dos serviços informativos.
 
A indústria têxtil permanece ativa, mas apenas aquela intimamente ligada ao vestuário de trabalho. A produção de borracha, plásticos e produtos químicos não será interrompida, assim como a produção de papel e refinarias de petróleo.


Nos subúrbios de Roma - AFP


Não encerrarão as atividades relacionadas com canalizações, instalação de sistemas eléctricos, de aquecimento ou de ar condicionado e fabrico de material médico e dentário, assim como aquelas relacionadas com serviços essenciais, reparações de instrumentos utilizados na cadeia de abastecimento alimentar, farmacêutica ou transporte.
 
O Dpcm não inclui o transporte ferroviário de passageiros (interurbano), frete ferroviário, transporte terrestre de passageiros em áreas urbanas e suburbanas, táxis e NCCS (National Coliation for Cancer Survivorship), transportadores rodoviários, transporte marítimo e aéreo. A gestão de esgotos e a recolha de resíduos também se mantêm activas, para além das atividades bancárias, postais, financeiras e seguros. Na administração pública, os seguros sociais obrigatórios, os serviços relacionados com a defesa e, naturalmente, os cuidados de saúde permanecem "vivos". Finalmente, ficam excluídos os serviços de assistência social residencial e não residencial.


Funerais perto de Bergamo - AFP

 
O anúncio foi prontamente respondido pela Confindustria, que sublinhou "a necessidade de conciliar o decidido aperto do aperto com certas necessidades prioritárias do mundo produtivo". É necessário, por exemplo, "permitir a continuação de atividades não expressamente incluídas na lista, mas que são funcionais à tenuidade das consideradas essenciais", explica numa carta ao Presidente Conde Vincenzo Boccia.
 
Entre as medidas a tomar está a protecção das empresas nos mercados financeiros: "Será importante avaliar as medidas necessárias relacionadas com o funcionamento da bolsa e do mercado financeiro para evitar impactos negativos nas nossas empresas cotadas".

Copyright © 2020 ANSA. Todos os direitos reservados.