×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
22 de dez de 2020
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Japonesa Onward vende Onward Luxury Group aos seus executivos

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
22 de dez de 2020

As compras ainda estão a decorrer no final de 2020, após um ano profundamente abalado pela pandemia. Desta vez, foi a vez do grupo japonês Onward reestruturar as suas atividades, separando-se do seu ramo de luxo na Europa, Onward Luxury Group (OLG), que produz e distribui as coleções de vestuário e calçado de alta gama de várias marcas. O OLG subsidiária europeia do grupo japonês com o mesmo nome acaba de ser adquirido, através de uma oferta pública de aquisição, pelo seu presidente, Fabio Ducci, pelo diretor financeiro, Antonello Orunesu Preiata, e pelo presidente histórico do OLG, Franco Pené, através da empresa Nemo srl, por uma soma que não foi transmitida.


Rochas, uma das marcas licenciadas geridas pelo OLG - © PixelFormula


"Assumimos toda a parte industrial do OLG, incluindo as fábricas de calçado, couro e vestuário, além dos seus três showrooms em Milão, Paris e Nova Iorque. Todos os acordos de licença permanecem em vigor e informámos os nossos clientes sobre a transação. Estamos agora a trabalhar num projeto de relançamento, que esperamos revelar em janeiro", disse Fabio Duccim ao site FashionNetwork.com. Duccim mantém o papel de presidente da nova entidade, rebatizada High Italian Manufacturing Co.

Como salientou, foi necessária uma reestruturação "após 10 meses de coronavírus", e os gestores aproveitaram a oportunidade apresentada pela Onward, que já não está concentrada no luxo e feita em Itália. 

A nova empresa representa um volume de negócios de cerca de 85 milhões de euros. Especificamente, a empresa tem dois fabricantes de calçado nas regiões de Veneto e Puglia, uma fábrica de vestuário perto de Bergamo na Lombardia, e uma participação maioritária na Frassineti na Toscana, um fabricante de artigos de couro especializado em bolsas, e o fabricante de malhas Maglificio Erika na região de Veneto.

Ao mesmo tempo, a empresa é proprietária de pequenas marcas como a F_wd shoes, Carlotha Ray e Maria Luca pela designer Carlotta de Luca. Em termos de licenças, o grupo produz as coleções de sapatos da Rochas, Mulberry, See by Chloé, Proenza Schouler, JW Anderson, Francesco Russo e Elie Saab.  No vestuário, é responsável pelo licenciamento da Rochas, Michael Kors, Brock Collection e Elie Saab para pronto-a-vestir. 


Elie Saab, uma marca licenciada pelo OLG


Por outro lado, o OLG já não gere a Jil Sander desde 2019, que passou a fazer parte da Onward Italy, a filial italiana do grupo japonês.  De acordo com rumores, o grupo Onward, que mudou de direção no ano passado, também estaria à procura de um comprador para a marca alemã. 
 
A empresa OLG, adquirida pela Onward em 1989, chamava-se Gibò na altura. Historicamente, fabricava bolsas em Florença, mas rapidamente mudou para o pronto-a-vestir feminino com Giorgio Armani, responsável pela conceção das suas coleções, e partiu nos anos 80 do século XX graças a Jean Paul Gaultier, com quem trabalhou desde o início. Em 1993, os japoneses confiaram a sua gestão a Franco Pené, que a tornou uma referência italiana no fabrico de coleções muito sofisticadas (Marras, Jacobs, Galliano, Cavalli, etc.) e foi responsável pelo lançamento de inúmeros designers.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.