×
302
Fashion Jobs
DIRETOR(A) INDUSTRIAL
Diretor(a) Industrial
Efetivo · MONACO-VILLE
GIANNI KAVANAGH
PR / Influencers Management
Efetivo · BRAGA
ADIDAS
Specialist Gbs HR Services Bik - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Comprador de Vestuário (m/f)
Efetivo · Porto
CONFIDENCIAL
Country Manager Iberica Textile
Efetivo · PORTO
SALSA
Ecommerce Product Manager – Desenvolvimento do Negócio Digital da Marca
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
SPORT ZONE
Marketplace Business Developer (m/f)
Efetivo · Maia
SALSA
Ecommerce Product Specialist – Oportunidade de Especialização em Ecommerce
Efetivo · Vila Nova de Famalicão
ADIDAS
Buyer (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sap Fico Tech Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Sap Fico Consultant (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Specialist Gbs Direct to Consumer Ecommerce (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Sales Associate Part-Time - Centro Comercial The Style Outlets - Vila do Conde
Efetivo · Porto
TIFFOSI
Gestor de Produto (m/f)
Efetivo · Porto
ADIDAS
HR Specialist Gbs Operations - General Admin - German Speaker (M/F/D)
Efetivo · Porto
ADIDAS
Senior Director Gbs Accounting & Tax Europe (m/f)
Efetivo · Porto
DAMA DE COPAS
Consultora de Lingerie
Efetivo · PORTO
THE KOOPLES
Sales Assistant 16h - Eci Lisbon
Efetivo · LISBOA
EMPRESA DE MODA NO SETOR DO LUXO
Vendedor/a de Loja de Gama Alta
Temporario · LISBOA
SALSA
Salsa Vendedor(a) de Loja - Foz Plaza - a Tua Melhor Versão
Efetivo · Figueira da Foz
COURIR PORTUGAL
Sales Assistant - Coimbra cc Forum Coimbra - CDI - Part-Time - 20h - m/h
Efetivo ·
COURIR PORTUGAL
Sales Assistant - Lisboa cc Chiado - CDI - Part-Time - 20h - m/h
Efetivo · LISBOA
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
9 de fev. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Japonesa Shiseido faz previsões tímidas para 2022

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
9 de fev. de 2022

O grupo cosmético japonês Shiseido apresentou esta quarta-feira previsões modestas de lucros para o seu exercício de 2022, devido ao “impacto prolongado” da Covid-19 na sua atividade, em particular no Japão e na China, os seus dois principais mercados.


Campanha da marca Shiseido - DR


A Shiseido espera um ligeiro declínio do seu lucro líquido este ano, para 40 mil milhões de ienes (303 milhões de euros à taxa atual), contra os 42,4 mil milhões de ienes de 2021, após uma perda de 11,7 mil milhões de ienes em 2020 devido à pandemia, indica em comunicado. Por outro lado, o grupo prevê um aumento no seu lucro operacional para 60 mil milhões de ienes em 2022, contra 41,6 mil milhões de ienes no ano passado, quase três vezes mais do que em 2020.
 
Este ano, as suas vendas devem subir para 1.100 mil milhões de ienes (8,3 mil milhões de euros), pouco melhor que os 1.035 mil milhões de ienes em receita gerada no ano passado (+12,4% num ano). A Shiseido citou "o impacto prolongado da Covid, incluindo as variantes" e os riscos para o seu negócio da recuperação tardia do mercado japonês e os recentes novos confinamentos na China, um país que continua a aplicar uma estratégia zero Covid.

Entre si, Japão e China responderam por 53% das vendas globais da Shiseido no ano passado. As suas vendas no Japão, onde o consumo doméstico continua lento e onde os turistas estrangeiros ainda são proibidos devido à Covid-19, caíram 1,4% no ano passado, mas recuperaram 19% na China, em perímetro constante.
 
Para se emancipar do peso da China e se fortalecer noutros mercados, Masahiko Uotani, CEO da Shiseido, explicou em outubro de 2021 no jornal Financial Times que estava a considerar aquisições de marcas de skincare, nomeadamente na Europa e no Estados Unidos, mas também na Índia e na África.
 
Além disso, em 2021, as vendas da Shiseido aumentaram 30% na região das Américas e 17% na região EMEA (Europa-Médio Oriente-África). No travel retail (vendas em locais de transporte como aeroportos), o aumento é de 18%. Este segmento é importante para o grupo japonês, uma vez que diz respeito principalmente à venda de produtos de prestígio, ambiente no qual a Shiseido quer agora concentrar-se tendo em vista o cuidado da pele, um setor dinâmico. 

No ano passado, a Shiseido vendeu o seu negócio de produtos de higiene e beleza ao fundo de investimento CVC. Uma venda que provavelmente também a salvou de sofrer uma perda líquida pelo segundo ano consecutivo. Em agosto de 2021, a filial americana do grupo Shiseido Americas separou-se, por sua vez, das marcas de maquilhagem Buxom, BareMinerals e Laura Mercier, vendendo-as à AI beauty Holdings Limited, uma nova estrutura formada pela empresa Advent International.
 
No seguimento destes resultados, a Shiseido anunciou uma nova venda: a das suas atividades de produtos profissionais para salões de beleza no Japão e outros locais na Ásia, que será entregue à alemã Henkel pelo equivalente a 93 milhões de euros.
 
Com AFP

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.