×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
26 de jun de 2020
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

KENZO inaugura primeira loja em Nova Iorque com design de Felipe Oliveira Baptista

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
26 de jun de 2020

A Kenzo abriu, em Nova Iorque, a sua primeira loja de moda de luxo - desenhada pelo português, natural dos Açores, Felipe Oliveira Baptista, o mais recente diretor criativo da marca -, marcando também a estreia de uma Flagship, num local de destaque dos EUA. 


Interiores da loja da Kenzo, idealizada pelo designer português Felipe Oliveira Baptista, diretor criativo da marca de luxo - Kenzo


Inaugurada quinta-feira (25 de junho), a Flagship está localizada na esquina da Grand Street com a Mercer Street, no bairro SoHo de Manhattan, e alberga a nova colaboração Kenzo x Vans lançada no início deste mês. Esta colaboração resulta numa gama de calçado com decoração floral, acompanhada por uma coleção de pronto-a-vestir e acessórios, decorados com mais estampas florais de arquivo e assinala a primeira cápsula concebida para a Kenzo por Felipe Oliveira Baptista.

O designer açoreano foi nomeado diretor criativo da casa propriedade da LVMH, em junho de 2019, servindo de exemplo, de incentivo e de orgulho a tantos talentos portugueses que, em Portugal, dificilmente se conseguem afirmar só pelo trabalho e mérito.

No interior do edifício revestido a ferro fundido, jogos de espelhos preenchem o espaço desde o pavimento ao tecto. O mobiliário em pele dos anos 70 assegura o conforto. Os expositores geométricos em plexiglass, bem como estruturas metálicas e smatterings decorativos de plantas, evocam "o ADN da casa e o compromisso com o mundo natural, bem como o foco de Oliveira Baptista nos materiais orgânicos", revelou a marca.

A nova loja da Kenzo inclui também um espaço dedicado a instalações artísticas rotativas, como assegurou a marca pertencente ao grupo LVMH, arrancando com uma apresentação televisiva vintage.


Coleção outono-inverno 2020 da Kenzo, inspirada na série Tigres do pintor português Júlio Pomar, foi apresentada em fevereironas passerelles deParis - © PixelFormula


"Esta primeira Flagship dos EUA é vista como um ecossistema em contínua evolução onde instalações artísticas e reuniões comunitárias são facultadas, juntamente com as mais recentes ofertas da marca", disse a Kenzo, "criando uma experiência única que é distintamente Kenzo".

O loja Flagship junta-se a outros postos avançados da marca, em Nova Iorque, localizados em Hudson Yards e dentro da Bloomingdales, na Terceira Avenida em Manhattan.

Não obstante ser um designer do mundo, na obra de Felipe Oliveira Baptista são reconhecíveis elementos da arte e folclore portugueses, respeitando o berço, a sua cultura, memória e identidade. O estilista nasceu, em 1975, no arquipélago dos Açores. Formou-se na Kingston University, em Londres, onde estudou Design de Moda. Trabalhou para a Cerruti, Christophe Lemaire e Max Mara.


Estreia de Felipe Oliveira Baptista nas passerelles de Paris, com a coleção outono-inverno 2020 da Kenzo - © PixelFormula


O criador natural dos Açores foi ainda, durante anos, o diretor criativo da Lacoste, antes de se estrear em fevereiro, nas passerelles parisienses à frente da marca Kenzo, definindo as tendências para o outono-inverno 2020, inspirado na série Tigres do pintor Júlio Pomar.

Anunciado como diretor artístico da Kenzo em junho do ano passado, esta foi para Felipe Oliveira Baptista a primeira Semana da Moda de Paris à frente da marca francesa criada em 1970 pelo designer japonês Kenzo Takada. Na sua estreia, Oliveira Baptista lembrou o percurso do fundador da marca de luxo como, também, o seu próprio.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.