×
372
Fashion Jobs
Por
AFP-Relaxnews
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
27 de jun. de 2019
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Keren Craig, cofundadora da Marchesa, deixa a marca

Por
AFP-Relaxnews
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
27 de jun. de 2019

A marca de luxo Marchesa despede-se da sua cofundadora Keren Craig. A designer, que lançou a marca americana que se tornou uma das favoritas das personalidades na passadeira vermelha com Georgina Chapman em 2004, abandonou o seu cargo, de acordo com a imprensa local.


Keren Craig (esquerda) com a outra cofundadora da Marchesa, Georgina Chapman - © PixelFormula


"Embora tenha tomado a difícil decisão de me separar da Marchesa, estou muito orgulhosa da empresa, da equipa e dos muitos sucessos alcançados", declarou Craig num comunicado à imprensa.
 
"Estou ansiosa por começar a explorar novas oportunidades criativas e impulsionar o meu potencial como designer em novas direções", acrescentou.

A glamourosa marca de vestidos de noite e de noiva tem enfrentado dificuldades devido ao escândalo do alegado assédio sexual cometido pelo ex-marido de Chapman, o magnata de Hollywood Harvey Weinstein, que foi dado a conhecer no final de 2017. Devido a esta situação, em fevereiro do ano passado, o desfile da Marchesa para o outono de 2018 durante a Semana da Moda de Nova Iorque teve que ser cancelado e, desde então, a marca não se apresentou nas passarelas.

A saída de Craig é a mais recente de uma série de saídas de alto nível este ano na moda. Em abril, foi anunciado que o criativo francês Bertrand Guyon renunciou ao seu cargo na marca de herança italiana Schiaparelli, enquanto este mês se deu a conhecer a iminente separação da dupla Humberto Leon e Carol Lim da Kenzo, maison que têm supervisionado como diretores criativos nos últimos oito anos.

Copyright © 2022 AFP-Relaxnews. All rights reserved.