Kering concentra esforços para reduzir impacto ambiental do seu império de moda

A Kering está a dar um grande passo para tornar a indústria da moda mais sustentável, em parceria com a organização sem fins lucrativos The Savory Institute.


O grupo de luxo, que conta com marcas como Gucci, Alexander McQueen e Balenciaga no seu portefólio, uniu forças com a organização sem fins lucrativos The Savory Institute para promover o papel da agricultura regenerativa na indústria da moda.

O conglomerado anunciou que agora é um "Frontier Founder" do programa "Land to Market" do Savory Institute, que trabalha para desenvolver a estrutura da agricultura regenerativa nas cadeias globais de abastecimento da moda, num esforço para reduzir o impacto negativo da indústria no meio ambiente. O que inclui a reversão dos efeitos da degradação do solo e a conversão de ecossistemas naturais, bem como a perda de biodiversidade. A Kering usará a metodologia "Ecological Outcome Verification" do The Savory Institute nas suas cadeias de abastecimento de couro e fibra provenientes de sistemas de pastoreio, o que significa que a produção de lã e caxemira da marca será mais sustentável.

"A agricultura regenerativa é uma solução com muitos benefícios, que apoia as ambições de sustentabilidade da Kering para mitigar os nossos impactos ambientais e entregar resultados positivos ao longo da nossa cadeia de abastecimento", declarou Marie-Claire Daveu, diretora de Sustentabilidade e de Assuntos Institucionais Internacionais da Kering. "Estamos orgulhosos por colaborarmos com a Savory para sermos pioneiros em soluções inovadoras e baseadas na natureza para a moda, como parte do nosso compromisso mais amplo de contribuir para a solução dos desafios globais do nosso setor em torno da biodiversidade e das mudanças climáticas."

"Este é um passo importante para a moda e damos os parabéns aos líderes da Kering por terem a visão de construir uma abordagem de terceirização baseada em resultados regenerativos", acrescentou Daniela Ibarra-Howell, CEO do Savory Institute. "É uma vitória para os agricultores, consumidores e, claro, o meio ambiente, do qual todos nós dependemos."

A Kering é a mais recente de uma longa linha de gigantes da moda a abordar o seu impacto ambiental este ano. Grupos como H&M, PVH e Gap também lançaram várias iniciativas ao longo deste ano para reduzir as consequências negativas das suas cadeias de abastecimento no planeta.

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 AFP-Relaxnews. All rights reserved.

Luxo - DiversosIndústria
SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER