×

Kering contrata diretora de diversidade, inclusão e talentos

Publicado em
today 1 de out de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

A promoção da diversidade faz parte dos compromissos do gupo Kering até 2025. Além disso, a gigante do luxo anuncia que fortalece a sua direção de recursos humanos nesta temática a partir de 1 de outubro, nomeando Kalpana Bagamane Denzel como diretora de diversidade, inclusão e talentos.


Kalpana Bagamane Denzel - Kering


Com um percurso internacional, a americana foi consultora da Andersen Consulting antes de ingressar na gigante Procter & Gamble. Recentemente, foi responsável pela diversidade e inclusão na Russel Reynolds Associates, onde a executiva "assessorou clientes internacionais e asiáticos nos setores do consumo e da distribuição nas temáticas de estratégia, aquisição e desenvolvimento de talentos", conforme indica o comunicado da Kering.
 
Será claramente esta experiência que será utilizada na Kering. "Em colaboração com as maisons e funções do grupo à escala mundial, Kalpana irá orquestrar e executar a estratégia global da Kering em matéria de diversidade e inclusão. Tratar-se-á, nomeadamente, de definir e priorizar iniciativas que contribuirão para criar um ambiente favorável à diversidade e encorajá-la. Kalpana será igualmente responsável pelo desenvolvimento de uma estratégia de talentos na qual a diversidade e a inclusão estarão no centro da atração, recrutamento, desenvolvimento e retenção de colaboradores."

Num contexto no qual marcas e grupos são constantemente escrutinados sobre questões de inclusão, respeito pelas culturas e diversidade, os grupos estão a estruturar-se. A Prada criou um conselho sobre questões de inclusão, cuja direção foi entregue à realizadora Ava DuVernay e à artista Theaster Gates, Fiona Pargeter foi nomeada diretora de diversidade e inclusão mundial na Chanel e este verão a Gucci recrutou Renée Tirado para trabalhar esta área.

A gigante francesa afirma ser o único grupo de luxo a figurar entre as 100 empresas com melhor desempenho no índice europeu de diversidade e género do European Women on Boards (EWoB) e Ethics & Boards.
 
A executiva reporta a sua missão a Béatrice Lazat, diretora de RH do grupo, que supervisiona nada menos que 35 mil funcionários em todo o mundo para um grupo que gerou 13,7 mil milhões em volume de negócios em 2018.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.