×
374
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Kering dá mais um passo em direção ao desligamento da Puma

Por
Reuters
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
today 26 de set de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Em 2018, François-Henri Pinault, CEO do grupo de luxo francês Kering, anunciou a intenção de se concentrar nas suas marcas de luxo, como Saint Laurent, Gucci e Balenciaga, e de se desfazer da marca alemã de roupa e equipamentos desportivos Puma, adquirida em 2007.


A Kering lançou uma operação de três anos para a venda de ações da Puma - Puma


O plano envolvia aumentar o património da Puma detido por outros investidores, com a Kering a comprometer-se a manter após alguns meses uma participação de aproximadamente 16%. Eventualmente, a Artemis, holding da família Pinault, ficou com uma participação de 29% na Puma, enquanto a participação do capital flutuante era de aproximadamente 55%.

Agora, parece que Kering está pronta para dar outro passo rumo ao desligamento da Puma. O grupo anunciou a emissão de títulos que podem ser trocados ​​pelas ações ordinárias existentes da Puma, por um valor nominal total de 500 milhões de euros.

Importa realçar que esta não é uma venda direta de ações e é uma operação a médio prazo. Num comunicado à imprensa, a Kering afirmou que “os títulos serão reembolsados ​​pelo seu valor nominal no vencimento, a 30 de setembro de 2022 (na ausência de reembolso antecipado), e o emissor reserva o direito de remeter as ações ordinárias da Puma existentes, mais um adicional em dinheiro".

A oferta, que envolve títulos cujo valor nominal individual é de 100 mil euros, é destinada a operadores financeiros específicos e a mercados onde esse tipo de emissão é aprovado - não sendo o caso, por exemplo, dos Estados Unidos, Japão e Austrália.

A Kering parece disposta a oferecer um acordo atrativo e disse que o preço de troca representaria um prémio de 30 a 35% sobre o preço de referência da Puma. Os títulos serão emitidos a 30 de setembro. A Kering indicou que "os títulos darão aos portadores o direito de os trocar com as ações existentes da Puma a partir do 41.º dia após a data de emissão e até ao 19.º dia útil antes do vencimento".

Importa acompanhar as variações no preço das ações da Puma desde meados de dezembro. O preço das ações do grupo desportivo alemão, cuja capitalização de mercado é de 10,5 mil milhões de euros, passou de 44 para 70 euros num ano. Quando as negociações abriram no dia do último anúncio da Kering, o preço caiu 2,58%, para 67,90 euros.

© Thomson Reuters 2019 Todos os direitos reservados.