×
370
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Kering define diretrizes em prol do bem-estar animal

Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
today 13 de mai de 2019
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

O grupo francês de luxo Kering, proprietário de marcas como Gucci e Saint Laurent, anunciou que estabeleceu diretrizes internas para lidar com o bem-estar dos animais, num momento em que as empresas de moda procuram fortalecer os seus padrões éticos.


Gucci - outono-inverno 2019 - Moda Feminina - Milão - © PixelFormula


Os "Padrões de Bem-Estar Animal" da Kering cobrem questões como a forma como os animais, que são frequentemente utilizados na indústria da moda e dos têxteis, são tratados, bem como o apoio à proibição de gado intensivo e uso de tratamentos antibióticos sub-terapêuticos.

A inglesa Burberry e a italiana Gucci estão entre as marcas que recentemente abandonaram o uso de peles. A retalhista de luxo online Yoox Net-A-Porter também abandonou a venda de peles e, em setembro do ano passado, a cidade de Los Angeles proibiu a venda e fabrico de peles dentro dos limites da metrópole.

© Thomson Reuters 2019 All rights reserved.