×
374
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Kering desenvolve novo centro logístico nos Estados Unidos

Por
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
today 12 de jul de 2019
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

No final de maio, a Kering anunciou a transferência da maior parte das suas atividades logísticas da Europa, então baseadas na Suíça, para Itália. Agora, o grupo de luxo deu início às obras no seu novo centro de distribuição nos Estados Unidos. Originalmente localizado em Secaucus, New Jersey, este será transferido para um novo local em 2020, a apenas alguns quilómetros de distância, em Wayne.


A Kering começou as obras no seu centro logístico nos Estados Unidos - Shutterstock


Este novo centro de operações será o mais importante do grupo no continente americano. Além de 7.400 metros quadrados de escritórios, vai abrigar uma plataforma logística de 71.535 metros quadrados e um espaço de 1.625 metros quadrados dedicado à reparação de produtos. Para acompanhar a política responsável da Kering, as novas instalações de Wayne terão a certificação ouro LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), atestando a qualidade ambiental dos edifícios.
 
A Kering encerrou o primeiro trimestre de 2019 com um volume de negócios de 3,7 mil milhões de euros, um crescimento de 17,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. Em maio, o grupo presidido por François-Henri Pinault chegou a um acordo amigável com as autoridades fiscais italianas e aceitou pagar 1,25 mil milhões de euros em impostos não pagos e penalidades relacionadas. A subsidiária suíça parcialmente envolvida neste processo de evasão fiscal, a Kering Luxury Goods, geria as atividades logísticas do grupo para a Europa, baseadas na Suíça.

O grupo informou que, após transferir a logística da Suíça para Itália e iniciar as obras do futuro "hub" dos Estados Unidos, irá "inaugurar um novo modelo operacional, com uma profunda reorganização e racionalização da sua pegada logística atual, com novos investimentos nos Estados Unidos, Ásia e Itália".

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.