×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
6 de mai. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Kering incentiva funcionários a tornarem-se acionistas do grupo

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
6 de mai. de 2022

A Kering está a lançar uma operação de participação acionária para funcionários. Uma estreia para o grupo de luxo francês, que deseja fazer com que as suas equipas se interessem "no seu desenvolvimento e desempenho futuro", recompensando-as pelo seu empenho, permitindo-lhes comprar as ações da empresa a uma taxa preferencial.


François-Henri Pinault, CEO do grupo - Kering


Intitulado KeringForYou, este programa será lançado a partir de 19 de maio em França, Itália, Reino Unido, Estados Unidos, China continental, Hong Kong SAR, Japão e Coreia do Sul. O preço das ações será fixado no dia 17 de maio por decisão do CEO, François-Henri Pinault.

"Será igual à média das cotações de abertura das ações da Kering na Euronext Paris durante os 20 dias de negociação anteriores a esta decisão, reduzida por um desconto de 20% e arredondado ao centavo de euro mais próximo", especificou a empresa num comunicado.

A assinatura está agendada de 19 de maio a 9 de junho. As ações subscritas pelos beneficiários serão bloqueadas por um período de cinco anos em França e três anos em todos os outros países participantes. A operação diz respeito a um máximo de 200.000 ações e será realizada "através de um aumento de capital, representando um máximo de 0,16% do capital social da Kering", indicou ainda a empresa.

"O lançamento deste programa de participação acionária dos funcionários é um sinal de reconhecimento pelos esforços dos nossos funcionários e pela sua adesão à nossa cultura corporativa. Isso reflete a minha confiança no compromisso deles e no futuro da Kering", comentou François-Henri Pinault, destacando que, o sucesso do grupo nos últimos anos, "é baseado em cada um dos seus colaboradores, na sua capacidade de ultrapassar os seus limites e na sua vontade de contribuir para formar um luxo moderno, autêntico e responsável".

O grupo, que registou um volume de negócios de 17,6 mil milhões de euros em 2021 e emprega mais de 42.800 pessoas, viu a cotação das suas ações atingir 489,70 euros na quinta-feira (5 de maio).
 

Copyright © 2023 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.