×
350
Fashion Jobs
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
4 de fev de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Kering, Prada e Capri assumem compromisso de luxo responsável

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
4 de fev de 2021

Das palavras aos atos. Nos últimos anos, os principais atores da indústria de bens de luxo começaram a mudança para o desenvolvimento sustentável. Através de anúncios e iniciativas, transformaram gradualmente a sua organização e aceleraram um processo que agora afeta múltiplas esferas, desde o ambiente a questões sociais, diversidade, etc. A pandemia de COVID-19 levou subsequentemente o setor a reforçar o seu compromisso, como evidenciado pelos três novos projetos anunciados no início do ano pelos grupos Capri Holdings, Prada e Kering.


Imagem da última campanha da Michael Kors,uma marca do grupo Capri - ph Business Wire


Esta quarta-feira (3 de fevereiro), o grupo americano Capri Holdings  proprietário da Versace, Michael Kors e Jimmy Choo anunciou a criação da Foundation for the Advancement of Diversity in Fashion (Fundação para o Avanço da Diversidade na Moda), uma fundação que trabalha para promover a diversidade na moda. A empresa comprometeu-se a investir 20 milhões de dólares (quase 16,6 milhões de euros) "para apoiar a diversidade, a inclusão e a igualdade na indústria da moda".
 
"O papel da Capri como líder global da moda é definir tendências, inspirar criatividade e representar o mundo à nossa volta. Estamos a fazer a nossa parte para promover uma indústria da moda mais inclusiva através do investimento na fundação", disse num comunicado John D. Idol, o presidente e CEO da Capri Holdings.

Em particular, este organismo irá trabalhar "em colaboração com universidades e escolas para criar oportunidades de moda significativas para as comunidades sub-representadas. Através do desenvolvimento de programas de recrutamento, mentoria e bolsas de estudo no campus, a fundação procura apoiar a próxima geração de talentos e preparar os estudantes para carreiras na indústria da moda", informou a Capri Holdings.
 
Na semana passada, a Prada posicionou-se para apoiar a inclusão de pessoas com deficiência. O grupo italiano é o primeiro no setor da moda e artigos de luxo a aderir ao The Valuable 500, um movimento lançado em 2019 pela ativista empresarial irlandesa Caroline Casey para promover a inclusão e o valor das pessoas com deficiência nas empresas multinacionais.
 
A empresa italiana está atualmente a estudar diferentes soluções concretas para definir um programa a longo prazo de atividades inclusivas, que começará com a contratação de pessoas com Síndrome de Down dentro da sua rede de vendas em Itália. A adesão da Prada ao The Valuable 500, como o primeiro grupo de luxo a dar o passo, é descrita por Caroline Casey como "historicamente importante". "Líderes como a Prada têm o poder de transformar a perceção da sociedade sobre a deficiência", reforçou.
 

O grupo de François-Henri Pinault financia a agricultura regenerativa - Kering/Conservation International


Outro ambicioso compromisso recente é o da Kering, que lançou o Regenerative Fund for Nature (Fundo Regenerativo para a Natureza) no final de janeiro, juntamente com a organização sem fins lucrativos Conservation International, que trabalha em prol da biodiversidade. O objetivo é converter 1 milhão de hectares de quintas e terrenos, ligados à produção de matérias-primas para a moda, em áreas de agricultura regenerativa no prazo de cinco anos. Este fundo ajudará diretamente os agricultores através do financiamento de vários projetos em diferentes países. As candidaturas devem ser apresentadas até 30 de abril de 2021.
 
A prioridade do grupo, que está agora classificado em 7.º lugar no ranking das empresas mais verdes do mundo, é "aumentar a qualidade e quantidade de matérias-primas regenerativas naturais disponíveis para o setor do luxo e da moda".
 
"O luxo e a moda, como setor económico, podem atuar sobre esta alavanca essencial da mudança e ajudar a transformar a agricultura a fim de enfrentarem os desafios climáticos e minimizarem a perda de biodiversidade", comenta num comunicado de imprensa, Marie-Claire Daveu, diretora de Desenvolvimento Sustentável e Assuntos Institucionais Internacionais da Kering.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.