×
Por
Ansa
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
27 de ago. de 2020
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Kering regista queda de 30% na receita do primeiro semestre para 5,4 biliões de euros

Por
Ansa
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
27 de ago. de 2020

A empresa especializada em luxo, Kering, encerrou o primeiro semestre do ano com uma receita de 5,4 biliões de euros, uma queda de 29,6% à taxa de câmbio atual (-30,1% em uma base comparável).


A Gucci decaiu 33,5% nas taxas atuais


Após uma queda de 16% no primeiro trimestre, as vendas caíram 44% no segundo trimestre. O resultado operacional recorrente do grupo foi 952 milhões de euros, com uma margem sobre as vendas de 17,7%, uma queda de 57,7%.

O declínio da Gucci foi de 33,5% nas taxas atuais e de -33,8%, numa base comparável. A marca Yves Saint Laurent registou uma queda de -30% nas taxas atuais e de -30,6% numa base comparável, enquanto a Bottega Veneta apresentou uma queda de -8,4% nas taxas atuais e de -9,5% numa base comparável.

“O primeiro semestre de 2020 foi o período mais difícil que já enfrentamos e continuamos a expressar a nossa solidariedade a todos aqueles que sofrem, dentro e fora do nosso grupo”, declarou François-Henri Pinault, presidente e CEO da Kering.

"Os nossos resultados refletem o impacto da doença COVID-19 nas nossas atividades, mas, acima de tudo, a resiliência desses resultados confirma a nossa capacidade de reagir e deixa-nos otimistas quanto à capacidade de sair desta crise ainda mais fortes, mais focados e mais eficientes" , acrescentou Pinault.
 

Copyright © 2021 ANSA. Todos os direitos reservados.