×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
15 de dez. de 2020
Tempo de leitura
3 Minutos
Partilhar
Fazer download
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Text size
aA+ aA-

Kim Jones vai apresentar a primeira coleção para a Fendi na Bolsa de Paris em janeiro

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
15 de dez. de 2020

O estilista Kim Jones apresentará a sua coleção de estreia, para a marca de moda italiana Fendi, no interior da Bolsa de Paris, durante a próxima temporada da alta costura francesa, em janeiro de 2021.


Photo: Fendi - Fendi


“A Fendi tem o prazer de anunciar que Kim Jones apresentará a sua primeira coleção Fendi Couture para a primavera-verão 2021 na quarta-feira, 27 de janeiro, no Palais Brongniart”, declarou a Fendi num comunicado, usando o título oficial da antiga bolsa de valores francesa.
 
A decisão foi uma surpresa, pois que era esperado que Jones fizesse a sua estreia na Fendi durante a temporada do prêt-à-porter, em fevereiro. No entanto, no outro cargo que exerce atualmente, como diretor criativo de moda masculina da Christian Dior, Kim Jones tem injetado cada vez mais elementos de alta costura no seu design.

Localizado no segundo arrondissement de Paris, o Palais Brongniart já foi palco de muitos desfiles importantes – de Yohji Yamamoto a Yves Saint Laurent, quando Stefano Pilati fez a sua estreia na marca há uma década e meia.
 
Fundada em 1925, a Fendi apresentou a primeira coleção de alta costura em Paris em 2015, no Théâtre des Champs Elysées, com um evento que também celebrou o 50.º aniversário de Karl Lagerfeld à frente da marca romana.

Lagerfeld apresentou ainda mais dois desfiles de alta costura para a Fendi, o segundo no topo de uma passerelle de acrílico construída sobre a Fontana di Trevi em Roma, cuja restauração foi paga pela marca; e o terceiro novamente em Paris, em 2018. 


Desfile da Fendi no Templo de Vénus em Roma


Posteriormente, a Fendi encenou uma coleção espetacular no Fórum Romano, intitulada Dawn of Romanity (ou Aurora da Romanidade), desenhada por Silvia Venturini Fendi, num evento noturno que decorreu no Templo de Vénus – situado no extremo leste do Fórum Romano, próximo do Coliseu – o qual também foi restaurado à custa da Fendi.
 
No comunicado, a marca romana destacou que Silvia Venturini Fendi e sua filha Delfina Delettrez Fendi participarão na criação como diretora artística de acessórios e moda masculina e diretora de criação de joias, respectivamente.
 
Curiosamente, a Fendi também divulgou os nomes de toda a equipa sénior de backstage que irá participar, um exemplo da abordagem aberta, democrática e colegial de Jones para o design.
 
A equipa de Kim Jones para a sua estreia em Paris será a seguinte: Ronnie Cooke Newhouse (diretor criativo); Alister Mackie (estilista); fotógrafo Paolo Roversi (fotógrafo); Sam McKnight (cabeleireiro), e Peter Phillips (maquilhador). Enquanto Jean-Hugues de Chatillon ficará encarregado da cenografia; Shelley Durkan do casting; e os modelos Adwoa Aboah e Thatcher Thornton completam o grupo.
 
Os anteriores desfiles de alta costura da Fendi nunca foram conectados com uma temporada específica, por isso esta será também a primeira coleção de alta costura para a primavera-verão da chancela romana de luxo, que nasceu como uma marca de peles premium.
 
Na Dior, Kim Jones é conhecido por se relacionar com grandes artistas nos seus desfiles de moda masculina, desde KAWS aquando da sua estreia na Dior em Paris, até o ilustrador japonês Hajime Sorayama, que construiu um robot feminino de 12 metros como peça central do evento de Kim em Tóquio.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.